Headhunter: o que é e como contratar esse profissional?

headhunter entrevistado maos

Em algum momento você já recebeu a ligação de um headhunter? Sabe qual o seu papel na contratação de funcionários?

A seleção e o recrutamento de novos profissionais pode não ser uma tarefa tão simples como se pensa. O setor de recursos humanos precisa encontrar o perfil certo para preencher a vaga.

Mas você sabia que essa missão pode ser facilitada se o departamento contar com ajuda de um headhunter? Esta é uma das novas profissões que surgem no mercado de trabalho moderno.

Ele combina habilidades técnicas e comportamentais e age como um intermediário entre a empresa e o candidato. Suas responsabilidade são focadas em ajudar a empresa a definir o perfil do profissional ideal para a vaga e encontrá-lo em meio a uma minuciosa seleção.

Mas será que a empresa sabe o momento certo para contratar os serviços de um headhunter? Nesse texto detalhamos melhor o seu perfil, suas habilidades e formas de trabalho. Confira!

O que é um headhunter?

Esse profissional nada mais é do que um caça talentos corporativo. Uma profissão que surgiu nos Estados Unidos entre as décadas de 1950 e 1960. Na época, a ideia era suprir a demanda por gerentes nas empresas.

Um bom headhunter tem como missão levar os melhores profissionais do mercado para a empresa. Geralmente trabalham em busca de pessoas altamente qualificadas. Que possam preencher vagas específicas como cargos de líderes ou diretores.

Além de habilidades técnicas, o headhunter deve possuir competências diferenciadas e grande poder de persuasão. Isso porque, em muitos casos, ele deve convencer o profissional sobre os benefícios de uma mudança de emprego.

Para isso, ele precisa conhecer e entender muito bem as necessidades da empresa.

Quanto custa o serviço de um headhunter?

Headhunters podem ter contrato fixo com a empresa ou oferecer assessoria de acordo com a demanda. Ter uma rede de contatos ampla e concisa é outro diferencial. Os salários geralmente variam entre 20% e 35% do valor do salário anual do executivo contratado.

Ou seja, se a vaga oferecesse um salário de R$ 6.000,00 por mês, a remuneração do headhunter pela contração poderia variar entre R$ 14.400,00 e R$ 25.500,00. Pagamento que somente será realizado se a vaga for preenchida com êxito.

Algumas empresas optam pelo pagamento por meta atingida. Isso geralmente acontece quando há várias vagas a serem preenchidas.

Quem pode ser headhunter?

Qualquer profissional pode atuar como um headhunter e não precisa necessariamente ter formação em recursos humanos ou estar ligada a esse setor. O mais importante é que tenha muito conhecimento em sua área de atuação.

Muitos engenheiros, economistas e advogados abandonam suas áreas de atuação, ingressando nessa área. Além de habilidades técnicas, devem ter boa comunicação verbal e escrita, foco em resultados e ampla rede de contatos, o networking.

Isso é que realmente pode fazer a diferença na hora de encontrar profissionais certos com mais urgência.

Quais características um headhunter deve ter?

headhunter olhando pra frente

Ele deve atuar como uma espécie de especialista. Aquela pessoa que levará a solução certa para a empresa. Deve ter autonomia de trabalho, se dedicando exclusivamente a uma determinada empresa por vez.

Habilidades técnicas e comportamentais são fundamentais para o sucesso de sua empreitada. Por sua especificidade consegue agregar valor ao negócio, trazendo para o quadro de funcionários os profissionais mais qualificados e cobiçados do mercado.

Então vamos conferir algumas destas principais características que fazem dessa profissão uma das mais atrativas do momento.

– Habilidades técnicas

  • Técnicas de seleção. Como ele intermediará a seleção e a contratação, precisa dominar as ferramentas e estratégias de seleção e de recrutamento. Deve estar familiarizado com as rotinas de RH nesse trabalho.
  •  Conhecimento na área de atuação. Não precisa ter formação técnica na área onde a vaga é oferecida, mas deve conhecer o segmento, bem como a empresa contratante. Seu perfil e suas necessidades, podem fazer a diferença na busca pelo profissional ideal.
  • Habilidades comportamentais;
  • Networking ou boa rede de contatos, sua maior fonte de pesquisa;
  • Ser dinâmico falando da empresa e da função com energia e entusiasmo;
  • Precisa se comunicar bem, de forma clara e objetiva sobre os benefícios da vaga;
  • Ter poder de negociação e de argumentação;
  • Deve ter comprometimento;
  • Ser observador;
  • Saber argumentar na hora de recrutar;
  • Manter capacidade de escuta ativa. De ouvir e processar o que o outro fala;
  • Ser proativo;
  • Ter espírito de liderança.

Como é o trabalho de um headhunter na prática?headhunter maos apertadas

Esse profissional age como um facilitador e intermediador entre a organização e o candidato à vaga de trabalho. Ele identifica os perfis que mais se ajustam aos objetivos e metas estabelecidas pela empresa.

Na realidade faz uma busca ativa por estes profissionais que podem estar ou não disponíveis. A partir do entendimento sobre o perfil ideal para a vaga, o headhunter procura os candidatos, avaliando suas referências técnicas e experiências profissionais.

Fazem questão de fazerem as entrevistas pessoalmente. Filtram, escolhem a melhor opção e apresentam a empresa ao novo funcionário. Ao longo do processo de seleção podem participar das negociações salariais, início do trabalho, entre outras questões.

Busca por candidatos adequados para a vaga

A primeira etapa dessa busca começa por consultar sua rede de contatos, mais conhecida como networking. Ela deve ser ampla e muito bem construída ao longo da carreira. Em seguida deve fazer contatos, atraindo os talentos para vaga aberta.

Profissionais que atendam o perfil estipulado pelo contratante, estejam eles disponíveis para recolocação ou empregados. Esse trabalho pode ir além de um simples telefone.

Para conhecer melhor o candidato, estreitando esse relacionamento, o headhunter pode ir a eventos, participar de almoços ou marcar reuniões.

Avalia referências e experiências profissionais

O headhunter deve avaliar as habilidades técnicas e comportamentais dos candidatos. Bem como suas experiências e referências profissionais.

Além do currículo, isso pode ser feito por meio de aplicação de testes, entrevistas, dinâmicas, contato com empregadores anteriores ou com pessoas de sua convivência.

Importante lembrar, que, caso o candidato não atenda os requisitos necessários para preencher a vaga, ele não será indicado para o processo seletivo.

Auxilia na definição de um perfil ideal para a vaga

Para ajudar a empresa a definir o perfil perfeito para preencher determinada vaga, o headhunter deve primeiro conhecer muito bem sobre o negócio.

O segundo passo é entender as necessidades da empresa ao abrir determinada vaga, seja para uma função já existente ou um novo cargo em desenvolvimento.

Ou seja, um headhunter trabalha como um facilitador nos processos seletivos que buscam profissionais com perfis específicos.

Acompanha feedbacks da empresa

Bons headhunters fazem questão de acompanhar todo processo de recrutamento do início ao fim. Para isso, os feedbacks para a empresa e dela para os concorrentes são constantes em cada etapa realizada.

Se o currículo é selecionado, o candidato é avisado que ele seguirá para a gestão de recursos humanos. Caso contrário, ele também receberá uma ligação sobre a negativa.

Datas e expectativas devem ser alinhadas ao longo do processo. Desta forma fica mais fácil e claro entender todas as etapas do processo de seleção.

Media questões contratuais

Por sua expertise profissional e conhecimento de mercado, o headhunter tem condições para negociar, combinar e acompanhar todas as negociações sobre as condições de trabalho.

Salário, data de início, benefícios, são alguns critérios que ele pode também negociar e combinar com o novo funcionário selecionado.

Se o profissional desejado já estiver alocado em outra empresa, o recrutador poderá negociar vantagens mais competitivas para que este opte pela nova oferta de trabalho.

A partir do seu desligamento ele será apresentado à gestão de RH da nova empresa contratante e, assim, seguirá com os trâmites da contratação.

Filtrar talentos potenciais

Caçar novos talentos, encontrando os melhores profissionais e perfis do mercado envolve várias etapas e pode ser exaustivo para o RH. Por isso os headhunters são contratados. São pessoas com experiência em aproximar as empresas dos candidatos ideais.

Eles filtram os talentos potenciais, apresentando ao RH somente pessoas realmente qualificadas para a vaga em aberto.

Por outro lado, também podem agir para encaixar esses profissionais em organizações, mesmo que estas não tenham aberto um processo seletivo. Estes profissionais precisam estar alinhados com a cultura organizacional da contratante e os requisitos da vaga.

Essa busca passa por acessar a rede de contatos própria à pesquisa em plataformas como Linkedin ou outras redes sociais.

Como contratar um bom headhunter?

headhunter mulher entrevista emprego

A arte de saber se comunicar com eficiência é uma das principais características de um bom headhunter. Isso porque ele deve ter boa argumentação e poder de persuasão, para conseguir os melhores candidatos para a sua empresa.

A forma como ele apresentará a empresa, seus argumentos e as propostas feitas aos candidatos, pode contribuir ou não para a imagem da empresa. Outro ponto a ser considerado é a análise e o conhecimento de mercado.

Afinal, para encontrar bons profissionais o headhunter precisa conhecer muito bem o segmento onde a empresa está inserida. A partir daí buscará somente profissionais com qualificações específicas para a função.

Análise o conhecimento de mercado do profissional

O conhecimento de mercado do profissional deve ser avaliado. Um bom headhunter precisa conhecer as características da área onde a empresa atua. Por isso, ter experiência em recrutamento de pessoal com as qualidades desejadas é o diferencial nesse segmento.

Outro item importante é estar atento à média salarial para poder apresentar propostas interessantes. Suas experiências anteriores, com contratações bem-sucedidas, também devem ser consideradas.

Conversar com empresas onde já prestou serviços, colegas de recursos humanos ou profissionais já contratados, pode trazer mais segurança.

Outros pontos a serem analisados são o tempo de contratação, a qualidade do serviço executado e a taxa de sucesso nas contratações. Um período entre três e seis semanas é ideal para efetivar um processo de seleção e efetivação de uma vaga.

Verifique a sua rede contatos

A empresa deve ainda verificar a consistência do networking do headhunter, para ter certeza sobre sua influência ou não. A rede de contatos é uma das principais ferramentas de pesquisa desse profissional.

Ela precisa ser bem desenvolvida e ampla. Acessos a mídias sociais ou sua presença em plataformas de redes sociais corporativas como Linkedin, demonstra que o headhunter possui boas fontes e relacionamentos.

Caso contrário ele não conseguirá efetivar a contratação com facilidade e êxito.

Diferença entre headhunter x job hunter

headhunter feliz entrevista

Apesar dessas funções parecerem semelhantes, na prática esses dois profissionais têm funções bem diferentes. Mas ambos fazem a ponte entre a empresa e o candidato.

O foco do headhunter é a organização e como ele poderá contribuir para encontrar o profissional certo para a vaga disponível. É como se fosse um caça talentos corporativo. Já o job hunter trabalha para o candidato.

Ele atende tanto quem está desempregado ou quem busca alavancar sua carreira. É um especialista em recolocação e seleção de vagas alinhadas a uma boa estratégia de carreira.

Precisa estar antenado às oportunidades de vagas; ser proativo; ter ampla rede de contatos; dar suporte e orientação ao cliente, entre outras funções.

E a diferença entre headhunter x recrutador?

A autonomia e a flexibilidade estão entre as diferenças destas duas funções. Ambos trabalham para que a empresa encontre o melhor profissional do mercado para preencher a vaga aberta.

Apesar de poder manter contrato fixo com a organização, geralmente o headhunter atua como um consultor externo.

Ele é contratado de acordo com a demanda, os objetivos e as necessidades da empresa em busca de profissionais altamente qualificados para a função desejada. Ele ajuda em todo o processo, desde a definição da vaga à busca e a efetivação do novo funcionário.

Já o recrutador geralmente é alguém ligado ao RH e mantém uma posição mais passiva. Ele trabalha com processos de contratação. Desde a publicação da vaga, a receber e analisar os currículos, fazer a triagem, até a efetivação dos funcionários.

Como se tornar um headhunter?

headhunter entrevista

Qualquer profissional pode se tornar um headhunter. Não é preciso ter formação em recursos humanos, mas é bom conhecer bem os trâmites e estratégias de recrutamento. Além disso, confira algumas dicas importantes de como se tornar um bom headhunter:

– Ter amplo conhecimento técnico na área de atuação;

– Boa comunicação;

– Bons argumentos;

– Ser persuasivo;

– Manter um propósito e foco nos resultados;

– Ter energia e dinamismo;

– Desenvolver uma ampla rede de contatos;

– Ser comprometido e entender as demandas do contratante;

– Saber ouvir e entender o outro;

– Se manter atualizado com as novas tecnologias, entre outros.

Conheça outras melhorias que podem ajudar a sua empresa

Qualquer gestor em busca de bons resultados e alta rentabilidade busca melhorias para o seu negócio. Seja no bem-estar da equipe, na qualidade do ambiente, na cultura organizacional ou na produtividade.

Mas, difícil é saber por onde começar. Melhorar a produtividade pode ser o primeiro passo. Para isso, planejamento e incentivo diferenciados podem ser os primeiros passos.

Vamos conferir outras melhorias que podem impulsionar a empresa rumo ao desenvolvimento sustentável.

1 – Automação de processos. Estabelecer metas com prazos e objetivos muito bem definidos para as equipes. Esse trabalho fica ainda mais eficiente com a tecnologia como aliada.

Softwares podem otimizar e organizar as rotinas, cronogramas, planejamento e informações com maior precisão.

2 – Criar planos de incentivos e recompensas. As equipes podem ser incentivadas por meio de premiações que incentivem a produtividade. Pode ser um bônus no salário, participação nos lucros ou uma viagem.

3 – Seleção de pessoa mais qualificada. Escolher candidatos certos para os cargos resulta em contratações positivas. O processo de seleção deve ser transparente a começar pelas informações completas sobre a vaga, sobre os valores e missão da empresa.

4 – Manter treinamentos contínuos. A capacitação para uma função, bem como o aprimoramento profissional são importantes para o bom desempenho das tarefas.

Funcionários bem treinados entendem suas responsabilidades, deveres e obrigações. São mais ativos e produtivos.

5 – Criar canais de comunicação interna. Essa iniciativa promove maior integração e participação de todos na empresa. Além de se manterem informados, o feedback constante é a melhor forma de interação entre chefia e colaboradores. A tecnologia pode ser uma aliada nesse trabalho.

6 – Gerenciar melhor o tempo. A empresa deve criar uma gestão de tempo, analisando se está sendo bem aproveitado em todos os departamentos.

Tanto a sobrecarga como a ociosidade são prejudiciais nos processos produtivos. Carga horária, horas extras, longas reuniões e pausas devem ser analisadas para evitar desperdício.

7- investimento em marketing, especialmente o digital ajuda na divulgação dos produtos e no posicionamento da marca no mercado.

8 – Invista em programas de melhoria do ambiente e das condições de trabalho. A segurança e a saúde da equipe devem ser priorizadas. Uma boa alternativa é contratar plataformas de telemedicina, como a Conexa Saúde.

Com planos e serviços personalizados para a área corporativa, a Conexa oferece comodidade nos cuidados com a saúde, extensivos aos gestores, funcionários e seus familiares.

Sem que saiam da empresa é possível fazer consultas médicas, ver resultados de exames, ter acesso a indicadores e muito mais.

Conheça a Conexa Corporate

Integrante do Grupo Conexa a Conexa Corporate foi criada para atender as demandas das organizações de trabalho.

Por meio de moderna plataforma de telemedicina conecta as empresas e seus funcionários a profissionais de saúde com qualidade, flexibilidade e baixo custo.

Disponibiliza soluções personalizadas para cada tipo e tamanho de negócio, com atendimento 24 horas, em todos os dias da semana. Para isso conta com uma rede de mais de 70 mil profissionais e mais de 30 especialidades médicas.

Os gestores têm acesso a indicadores de atendimento e podem controlar melhor os índices internos como absenteísmo ou de afastamentos. Para conhecer melhor as soluções que a Conexa Corporate pode oferecer às empresas, acesse www.conexasaude.com.br.

Conclusão

headhunter mulher entrevista

Diante de um mercado acirrado, competitivo e em desenvolvimento, contratar funcionários altamente qualificados para determinadas funções faz toda a diferença. Para suprir essa demanda com qualidade e eficiência muitas organizações contratam headhunters.

Profissionais especializados e antenados no mercado, capazes de encontrar e atrair esses talentos com a rapidez necessária. São mais conhecidos como caçadores de talentos.

Para isso, devem desenvolver habilidades técnicas, conhecer bem os objetivos e necessidades da empresa.

Além disso, devem ter um perfil proativo, boa comunicação, amplo networking, boa experiência de mercado, organização, poder de persuasão, entre outras características.

A remuneração é atrativa, chegando a 35% da remuneração anual do profissional contratado. Uma profissão que contribui para diminuir os índices de turnover e melhora a cultura organizacional.

Compartilhe:

Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Deixe um comentário

conexa saude cta

Nos acompanhe nas redes sociais!

Assuntos do blog

Receba quinzenalmente os melhores conteúdos sobre bem-estar corporativo.

Assine nossa newsletter e tenha acesso aos nossos conteúdos exclusivos!

    Outros posts que você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e acesse o melhor conteúdo sobre bem-estar corporativo!

      Saúde digital, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

      A Conexa Saúde é uma solução completa para a saúde digital da sua empresa, que mostra que bem-estar corporativo pode ser acessível e estratégico. Fale com a gente!