Gravidez no trabalho: direitos, saúde e segurança

gravidez no trabalho

Gravidez é um dos momentos mais especiais e emocionantes na vida de uma mulher. Mas também é repleto de medos, receios e exige muita atenção e cuidados específicos. 

Para garantir a sua saúde e a do bebê que está sendo gerado, é preciso se atentar às especificidades de lidar com uma gravidez no trabalho.

É importante destacar que aqui trataremos de posições sem muitos esforços físicos, como em escritórios. A legislação garante o afastamento da colaboradora gestante em casos de insalubridade máxima no ambiente de trabalho – como em fábricas e hospitais. 

Continue lendo o artigo para saber mais sobre os direitos da mulher durante a gravidez no trabalho, além de saúde e segurança.

Engravidei, e agora?

Quando o assunto é gravidez no trabalho, o primeiro passo a ser feito é informar ao empregador para garantir a sua proteção legal.

Aqui listamos alguns dos principais direitos que as colaboras CLT têm:

  • Não pode ser demitida de forma arbitrária ou sem justa causa durante a gestação e nos primeiros cinco meses após o parto;
  • Pode pedir transferência durante a licença-maternidade se o trabalho comprovar via atestado médico alto risco a você ou ao bebê;
  • Ao fazer exames relacionados à gravidez durante o expediente de trabalho, terá até seis faltas justificadas. Para tal, deve-se apresentar uma declaração de comparecimento, que pode ser garantida no médico ou posto de saúde;
  • Em caso de aborto espontâneo até a 22ª semana, há o direito de duas semanas de repouso remunerado via apresentação de atestado médico.

Licença-maternidade

Grávidas têm o direito de 120 dias de licença a partir do momento em que o médico julgar necessário, comprovando com atestado.

Já a licença-paternidade é garantida pela Constituição com apenas cinco dias úteis de afastamento do trabalho após o nascimento do bebê. Esta é uma luta ainda recente, porém urgente para a pauta de paternidade responsável.

O que grávidas podem fazer para se cuidar no trabalho?

Se a primeira atitude a ser tomada é informar o empregador, a segunda deve ser se consultar com o seu ou sua obstetra. Descreva exatamente o seu ambiente de trabalho e as suas atividades rotineiras. 

Assim, o/a profissional pode te dizer exatamente quais são os cuidados para garantir a segurança e saúde da gravidez no trabalho.

Mesmo a recomendação profissional sendo a palavra final, há algumas pequenas ações que você pode aderir enquanto colaboradora gestante. Aqui vão algumas sugestões:

  • Ginástica laboral;
  • Fazer pausas;
  • Roupas confortáveis;
  • Exames frequentes;
  • Evitar entrar em projetos que te possam te sobrecarregar de estresse;
  • Recusar horas extras;
  • Estabelecer uma boa cultura de comunicação com a sua equipe e com os superiores para poder compartilhar o que você está passando e ser recebida com empatia.

Além dos clássicos: beber bastante água, fazer exercícios físicos e se alimentar de forma saudável.

Texto: Manoela Caldas.

Gostou de saber mais sobre gravidez no trabalho? Siga o perfil da Conexa Saúde no Instagram para nos acompanhar mais de perto!

Compartilhe:

Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Deixe um comentário

conexa saude cta

Nos acompanhe nas redes sociais!

Assuntos do blog

Receba quinzenalmente os melhores conteúdos sobre bem-estar corporativo.

Assine nossa newsletter e tenha acesso aos nossos conteúdos exclusivos!

    Outros posts que você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e acesse o melhor conteúdo sobre bem-estar corporativo!

      Saúde digital, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

      A Conexa Saúde é uma solução completa para a saúde digital da sua empresa, que mostra que bem-estar corporativo pode ser acessível e estratégico. Fale com a gente!

      [GUIA PRÁTICO]
      [GUIA PRÁTICO]