Capital humano? O que é e qual sua importância para as empresas?

capital humano capital humano login

Capital humano é uma expressão que define o quanto uma pessoa vale para sua empresa. Pois, ele leva em consideração todos os atributos que um colaborador obteve seja através de experiência profissional ou até mesmo da educação que lhe foi fornecida.

Hoje em dia é extremamente importante investir em capital humano; isso parte do princípio de que ao investir em capital humano você estará investindo em sua própria empresa, pois será ela que colherá os frutos.

Neste texto iremos falar um pouco mais sobre a definição, a história do termo bem como ele pode influenciar no ambiente empresarial e quais são as vantagens que ele oferece tanto para a empresa quanto para o colaborador.

O que é capital humano?

capital humano o que e capital humano hr

Esse termo comumente se refere ao valor econômico da experiência e das habilidades de um trabalho.

Nesse termo estão inclusos ativos como, por exemplo, educação, treinamento, inteligência, algumas habilidades adquiridas ao longo da vida bem como, saúde e outras coisas que todos os empregados valorizam, com a questão da pontualidade e da lealdade. Por isso, o capital humano não é listado como um recurso no balanço de uma empresa.

Mas ele pode ser impulsionado através de treinamentos ou até mesmo outras formas de investimento que no final impactam diretamente na produtividade de uma empresa. Com o aumento da produtividade tem-se um aumento no lucro.

Origem do estudo sobre capital humano

Essas qualidades não podem ser separadas das pessoas que as recebem ou até mesmo as possuem.

Em relação a sua origem, a ideia de capital humano remete ao século XVIII. Naquela época Adam Smith se referiu ao conceito em seu livro, e sugeriu que melhorar o capital humano por meio de treinamento e educação leva a um empreendimento mais lucrativo.

Ao conseguir fazer com que o empreendimento obtenha lucro consequentemente aumentará a riqueza coletiva da sociedade. De acordo com Smith, isso significa uma vitória para todos.

Conceito de capital humano na economia

Esses termos sempre foram interligados, pois o capital humano afeta diretamente tanto na economia quanto no crescimento econômico.

O crescimento econômico é impulsionado por gastos de consumidores bem como pelo investimento que as empresas realizam em mão de obra qualificada, ou seja, investimento em capital humano.

Mas qual é o papel do governo nessa relação? No incentivo à educação, por isso, muitos governos atualmente oferecem cursos gratuitos. Aliás, a educação qualificação da população vem como uma opção para reduzir as diferenças econômicas além do fortalecimento de economias regionais.

Isso influencia nos ganhos da população bem como eleva a produção de capital humano e físico devido à aplicação de novas técnicas e ferramentas de gestão.

Para que serve o capital humano?

capital humano capital humano pdf

Conhecido também por ser uma das principais formas de se obter receita em uma empresa, ele serve como uma forma de tração para que as entregas da empresa, tanto na esfera operacional quanto na estratégica, se provem acima da qualidade.

E, por esse motivo, faz-se necessário uma boa gestão do capital humano que você tem em mãos!

Por que valorizar o capital humano?

O capital humano de um indivíduo pode se depreciar se ele não puder ou não adotar novas tecnologias ou técnicas, por isso, é importante valorizá-lo. Além disso, ao valorizá-lo, uma série de vantagens são obtidas, como, por exemplo:

  •       A redução de erros na execução de alguma atividade ou função;
  •       O aumento na produtividade da equipe também é sentido;
  •       A motivação e o engajamento também se tornam maiores.

Qual a diferença do capital humano e intelectual?

Apesar de serem termos que remetem ao conhecimento que os colaboradores possuem e que são essenciais na criação de novas formas de se produzir, investir bem e atingir o público, elas possuem uma diferença entre si.

Pois, o capital humano se baseia de forma exclusiva no perfil que o colaborador possui, considerando suas experiências enquanto o capital intelectual se baseia em questões complementares, como as ideais na forma de patentes ou até mesmo registros e redes de relacionamentos.

O que é a teoria do capital humano?

capital humano capital humano kroton

A teoria do capital humano foi desenvolvida por Gary Becker e Theodore Schultz, que inicialmente o descreveram como uma mistura de habilidades, conhecimento, experiência, hábitos e personalidade em cada um de nós que podem ser colocados em uso produtivo.

Schultz dizia que o capital humano existia para melhorar não só a qualidade, mas também o nível da produção, porém, necessitava de investimentos. Dentre esses investimentos podemos destacar, aplicações em educação, treinamentos e benefícios que aprimorem os colaboradores.

Já segundo Becker, quando se investia em capital humano era como se empresários estivessem investindo em equipamentos de capital, são bens intermediários, necessários para a produção de outros bens e mercadorias. Ou seja, Becker dizia que ambos eram aplicações que geram receitas.

Porém, Becker conseguiu fazer uma subdivisão dentro do termo, específico e geral.

Sendo o capital humano específico uma espécie de treinamento ou até mesmo algo educacional que beneficia apenas certa empresa, e o geral, que beneficia qualquer empresa. Becker ainda conseguiu identificar na época empresas que eram dispostas a pagar por capital humano específico, por terem medo de perder para seus concorrentes.

Quais são as três áreas do capital humano?

Como dito anteriormente, o capital humano abrange um sentido muito amplo de atividades, como, por exemplo, habilidades, experiência, inteligência e treinamentos.

E, esses ativos adquiridos pelos indivíduos são a capacidade total das pessoas que representam uma forma de riqueza que pode ser direcionada para cumprir os objetivos de uma empresa.

Além disso, todas essas atividades relacionadas ao capital humano se subdividem em três áreas mais específicas, sendo elas, o capital intelectual, social e o emocional.

O capital intelectual é o resultado de processos mentais que formam um conjunto de objetos intangíveis que podem ser utilizados na atividade econômica e trazem renda às organizações devido às habilidades de seus funcionários.

Já o capital social está relacionado às relações entre as pessoas que vivem e trabalham em uma determinada sociedade, permitindo que a mesma funcione de forma eficaz. O capital social tem sido usado para explicar a melhoria do desempenho de diversos grupos bem como o crescimento de empresas empreendedoras.

Por fim, o capital emocional é conhecido como o conjunto de recursos, ou seja, as habilidades emocionais pessoais e sociais, que são pertinentes à pessoa. Esse capital é útil para o desenvolvimento pessoal, profissional e organizacional. Além disso, participa da coesão social e tem retorno tanto pessoal como econômico e social.

Qual a importância do capital humano para as empresas?

capital humano capital humano holerite

As empresas devem sempre manter em mente que o custo de se investir em uma equipe sempre será menor quando relacionado a contratação de novos funcionários bem como treinamentos para os mesmos. A importância do capital humano para as empresas se deve aos aumentos de performance que elas buscam.

E qual é a melhor forma de se aumentar a performance? Investindo nas experiências de seus funcionários, ou seja, de seu capital humano.

Dessa forma, além de um crescimento em desempenho você também passa a ter uma maior satisfação e engajamento dos colaboradores.

Qual a importância do capital humano nos processos de RH?

A função do RH é garantir o sucesso da empresa, algo que pode ser facilmente alcançado por meio da atratividade, contratação e retenção de melhores talentos. Dessa forma, é necessário que a gestão de pessoas acabe por otimizar processos, por meio dos quais se constroem os vínculos entre os colaboradores e os objetivos de capital humano nas organizações.

Mas como é possível reter talentos?

Conheça as habilidades necessárias e o perfil do seu funcionário

A gestão por competências, que identifica o perfil profissional que contribui para um maior retorno para a empresa, ganha importância. Essas habilidades e competências da organização precisam ser definidas a partir do planejamento estratégico, para auxiliar na gestão do capital humano em todo o procedimento em questão.

Capacite sua equipe através de novas metodologias

Construir uma cultura baseada no aprendizado e na colaboração entre os servidores corporativos é essencial para o capital humano. É importante mostrar como a gestão do conhecimento tem a capacidade de gerar resultados. Investir em mídia digital e inovação para levar conhecimento aos seus colaboradores é sempre uma excelente ideia de treinamento, buscando potencializar o capital, tanto humano quanto intelectual.

Crie uma gestão com bom desempenho

Faça uso de sistemas para monitorar avaliações de desempenho de funcionários para capital humano positivo. Organizar o histórico de definição de metas e obter o feedback certo para orientar os indivíduos na rota de maior produção é fundamental. Há necessidade de um trabalho centrado na informação.

capital humano capital humano e intelectual

Qual a relação do capital humano com liderança nas organizações?

Como sabemos a liderança está presente em todos os níveis de uma empresa. E, é através dos líderes que a gestão do capital é realizada de forma eficiente, pois, são eles que têm a função de valorizar seja coletivamente ou individualmente seus colaboradores.

Além disso ao realizar a gestão do capital humano, um líder deve:

  • Conhecer toda a equipe que responde a ele, bem como suas principais habilidades;
  • Ter as metas da equipe e suas obrigações individuais sempre em mente;
  • Conhecer a rotina de sua equipe é essencial;
  • Ser comunicativo, pois isso melhora qualquer relação profissional;
  • Oferecer feedbacks, tanto negativos quanto positivos, pois muitas vezes as oportunidades de crescimento estão nos feedbacks que você oferece;
  • Saber delegar conta com uma grande obrigação dos líderes.

Por constituírem uma parceria extremamente dinâmica, o capital humano e a liderança trazem mais do que apenas melhorias no âmbito do trabalho, proporcionam também um melhor clima bem como aumento nos lucros e uma maior satisfação de seus clientes.

Quais os meios para se valorizar ainda mais o capital humano nas organizações?

Uma ótima forma de valorizá-lo ainda mais nas organizações tem como pilar principal a qualificação. Pois, como dissemos, ele leva em consideração atributos que um colaborador já adquiriu por meio de sua experiência e sua educação.

Dessa forma, podemos citar alguns exemplos de meios para se valorizá-lo, como, por exemplo:

  •       Capacitações e treinamentos;
  •       Orientação claras a respeito de funções de cada colaborador;
  •       Clareza na estrutura organizacional da empresa;
  •       Políticas de responsabilidade social da empresa;
  •       Auto avaliação constante;
  •       Feedbacks regulares;
  •       Reuniões com resultados;
  •       Liderança próxima e presente;
  •       Reconhecimento, remuneração e benefícios.

Como desenvolver o capital humano nas empresas?

Existem algumas maneiras para desenvolvê-lo nas empresas, por isso, trouxemos algumas dicas de como você pode aplicar isso na sua empresa.

Programas de capacitação

Investir em seu capital humano é essencial, pois ao investir em programas de capacitação, você estará investindo não só no desenvolvimento do seu colaborador, mas também no desenvolvimento da sua empresa.

Forneça capacitações contínuas, pois, além de trazer benefícios no quesito produtividade, há também o desenvolvimento de seu funcionário em uma perspectiva de carreira com objetivos e metas a serem alcançadas.

Plano de carreira

Todo funcionário ao entrar em uma empresa atualmente, almeja o chamado plano de carreira. Pois, isso mostra a ele que vale a pena investir tempo e dedicação na empresa.

Demonstrar que ele pode crescer tanto profissionalmente quanto financeiramente gera engajamento no funcionário.

Clima organizacional

Uma terceira forma de desenvolver seu capital humano é através do clima organizacional da empresa. Realize pesquisas de campo e faça uma avaliação de desempenho para saber como as coisas andam pelos corredores da empresa.

Um bom clima organizacional tem relação direta com uma boa liderança, ou seja, alguém que inspire e seja exemplo. Por isso, cuidar do ambiente de trabalho dos funcionários é essencial para o desenvolvimento do capital humano presente nela.

Estratégias de gamificação

Ao optar por essa estratégia você poderá trazer bons frutos para a relação empresa-colaborador, estimulando os colaboradores por meio de jogos. Pois, a gamificação realiza um papel significativo no capital humano e deve ser levada em conta quando o assunto é desenvolver o mesmo.

Quais são os fatores que influenciam no valor do capital humano para as empresas?

capital humano capital humano exemplos

Por se tratar algo que não podemos mensurar, fica bem complicado avaliar quais fatores influenciam diretamente no valor do capital humano.

Porém, podemos falar de alguns fatores que interferem nesse valor dentro de uma empresa.

Níveis de educação

O nível de educação diz respeito ao acesso que o colaborador teve sobre culturas e alguns tipos de comportamentos. Esses dois tópicos dão suporte a qualquer pessoa nas interações sociais que são muito importantes

Formação profissional

Sendo esse o conhecimento formal que você adquire em escolas, faculdades e até mesmo em outras instituições de ensino.

Inteligência emocional

Que a forma como você consegue reconhecer e gerir suas emoções, mecanismos como autocontrole, empatia e senso crítico são adicionados a categoria.

Experiência

Diz respeito a toda sua bagagem imaterial adquirida ao longo de sua vida e dos locais onde trabalhou.

Perfil comportamental

Está relacionado às atitudes e personalidade que moldam a pessoa. Neste item estão incluídas as atividades de trabalho.

Vantagens e benefícios de uma boa gestão do capital humano

Como dissemos anteriormente, gestão do capital humano é uma prática que as organizações usam para atrair, recrutar, treinar, desenvolver e reter os melhores funcionários para atingir os objetivos de curto e longo prazo.

Mas quais são os reais benefícios de uma boa gestão? A seguir temos algumas vantagens:

  • A principal vantagem da gestão do capital humano é fornecer um processo de gestão dos recursos humanos de uma empresa;
  • Torna mais fácil atrair os melhores candidatos para a sua organização. Ele oferece aos gerentes de contratação um banco de dados de candidatos com as melhores habilidades e experiências específicas de trabalho;
  •  Identificar lacunas nas capacidades da força de trabalho. Isso ajuda o departamento de recursos humanos a ajustar os critérios de recrutamento para preencher cargos que melhorarão a capacidade da organização de atingir seus objetivos;
  • Pode ajudar as organizações a colocar os funcionários em posições nas quais eles possam usar suas habilidades e talentos;
  • Ao investir em treinamento que desenvolve capacidades específicas de que a organização precisa para cumprir seus objetivos, a gestão do capital humano ajuda a aumentar a produtividade;
  • Fornece diferentes níveis de avaliação dos funcionários, incluindo auto avaliações, análises de pares e análises de gerentes. Isso fornece aos funcionários um feedback prático sobre suas contribuições para a organização e os motiva a fazer mais.

Como a tecnologia pode ajudar na gestão do capital humano?

A tecnologia tem sido uma grande aliada de todos atualmente, na gestão do capital humano não seria diferente. Por isso, invista em softwares de gestão.

Dentre as vantagens que eles oferecem estão:

  • O fato de mensurar e compilar relatórios com índices de desempenho de cada setor;
  •   Realizar o cruzamento de dados para facilitar uma tomada de decisão;
  •   Aumento na produtividade, pois facilita o trabalho o operacional tornando-o mais leve;
  •       Reduz custos com os chamados retrabalhos.

Conclusão

capital humano capital humano economia

Com isso, vimos que investir em capital humano não é um erro, e sim um grande ganho para qualquer empresa. Pois, ao investir em capital humano você terá trabalhos mais flexíveis, um clima organizacional melhor, um time mais engajado e que agrega ao seu processo produtivo.

Além disso, isso traz consigo algumas vantagens com relação à mitigação de risco por parte da saúde laboral dos colaboradores. Normalmente, pessoas com sua parte mental mais bem preparada, tendem a ter menos danos à saúde física e mental, como é o caso do Burnout.

Por fim, fica evidente a importância da gestão de capital humano para uma organização atingir os resultados de longo prazo e destacar entre os concorrentes.

Quer saber mais? Acesse nosso Blog e confira os últimos artigos!

Compartilhe:

Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Deixe um comentário

Outros posts que você também pode gostar

Assine nossa newsletter e acesse o melhor conteúdo sobre bem-estar corporativo!

    Saúde digital, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

    A Conexa Saúde é uma solução completa para a saúde digital da sua empresa, que mostra que bem-estar corporativo pode ser acessível e estratégico. Fale com a gente!

    Skip to content