Tipos de Epi: Confira os principais utilizados e importância

tipos de epi homem protecao ouvido

Há certas funções que precisam de alguns tipos de EPI para serem realizadas, o que garante um mínimo de segurança ao trabalhador e proporciona melhores condições de trabalho a ele.

Saber isso e fiscalizar o uso desses equipamentos não é meramente uma obrigação legal que as empresas devem seguir, mas uma responsabilidade com a vida, a saúde e a integridade do colaborador que desempenha um papel fundamental dentro do seu negócio.

Tendo isso em vista, preparamos este post, exclusivamente, para apresentar os principais tipos de EPI que existem no mercado e mostrar como esses equipamentos de segurança funcionam e quais os benefícios para os seus operadores. Quer conhecer mais? Então, continue conosco e tome nota! Vamos lá!

O que é EPI – Equipamento de Proteção Individual?

A sigla EPI significa Equipamento de Proteção Individual. Tais equipamentos e acessórios foram desenvolvidos com o intuito de proteger o trabalhador contra riscos específicos do trabalho desempenhado por ele.

O uso de tal item é obrigatório, pois, como dito anteriormente, ele elimina os riscos de incidentes no decorrer do desenvolvimento de alguma atividade laboral.

Dessa forma, se o equipamento não for utilizado ou então não disponibiliza uma  proteção completa, é possível aumentar a chance de acontecer algum acidente de trabalho ou doença profissional.

Dessa forma, se você tem algum colaborador que trabalha sem a utilização dos EPIs é o momento de rever tais práticas em sua empresa.

Isso é muito importante, inclusive, para melhorar a qualidade de vida e segurança dos seus empregados.

Vamos listar logo abaixo alguns EPIs mais usados pelas empresas:

  • Óculos de proteção;
  • Luvas;
  • Capacetes;
  • Protetores auriculares;
  • Máscaras;
  • Abafadores de som;
  • Cintos de segurança;
  • Equipamentos de segurança para alturas.

Existem inúmeros outros EPIs, onde cada um tem uma função específica, ou seja você deve analisar bem as necessidades de sua empresa e comprar os equipamentos necessários.

Para que serve o EPI?

tipos de epi segurando capacete

Os EPIs são usados para poder neutralizar a ação de algum agente agressivo contra qualquer indivíduo.

Por exemplo, caso alguma ferramenta leve caia de determinada altura em um trabalhador que está usando capacete o que será danificado será o material do capacete e o colaborador sairá ileso.

Agora, se esse mesmo colaborador não estiver usando esse EPI o mesmo poderá sofrer graves lesões na cabeça.

Isso mostra que o capacete pode evitar que ocorra acidentes graves, que, muitas vezes, podem acabar levando o indivíduo a óbito, bem como qualquer outro EPI.

Além disso, o EPI também consegue proteger o organismo do colaborador contra substâncias que podem ser alérgicas, tóxicas e agressivas, e que acabam causando  doenças ocupacionais.

É importante destacar que os equipamentos de proteção individual não contam com uma classificação específica,e, por esse motivo, eles podem ser identificados pelo local de proteção, como:

  • Cabeça;
  • Tronco;
  • Vias respiratórias;
  • Membros superiores e inferiores;
  • Etc.

Importância da utilização do EPI

Agora que nós aprendemos sobre o que é EPI e para que ele serve, é necessário também saber sobre a sua importância.

Os EPIs conseguem prevenir a grande maioria dos acidentes de trabalho, bem como as doenças ocupacionais.

Tais equipamentos fazem com que as empresas fiquem mais seguras, tanto para os seus trabalhadores quanto para as próprias empresas, já que, no  local de trabalho, acidentes acontecem e qualquer pessoa pode ser vítima.

Outro ponto importante que merece destaque é que, caso a empresa não forneça e não faça a fiscalização do uso dos EPIs, ela estará descumprindo os termos da NR 6, correndo o risco de receber multas e até mesmo processos judiciais.

Por isso, é extremamente importante que a empresa se preocupe com a questão dos EPIs, pois isso garante a saúde e segurança de seus trabalhadores, bem como garante que o trabalho continuará sendo feito com o mínimo possível de riscos.

Qual a diferença entre EPIs e EPC?

Agora, vamos falar um pouco sobre a diferença entre EPI e EPC.

Isso porque, os EPIs são equipamentos usados por cada colaborador, de forma individual, para melhorar a segurança em seu trabalho.

Já os EPCs são os equipamentos instalados no local de trabalho em si, e que tem a mesma finalidade do outro, a proteção dos trabalhadores.

Nos EPIs estão incluídos equipamentos como:

  • Óculos;
  • Capacetes;
  • Luvas;
  • Calçados de segurança entre outros equipamentos de proteção individual.

Já nos EPCs estão incluídos equipamentos como:

  • Cones;
  • Placas;
  • Faixas e entre outros equipamentos relacionados à sinalização do ambiente de trabalho.

É muito importante destacar que a utilização de um não isenta o uso do outro, tanto que, em determinadas situações, é obrigatório a utilização de ambos para aumentar os níveis de segurança de todos os envolvidos.

Qual a Norma Regulamentadora do EPI?

A NR que dispõe sobre a utilização dos Equipamentos de Proteção Individual é a NR 6.

Tal diretriz regulamenta as responsabilidades das corporações quanto à oferta dos materiais, além da capacitação para o uso e a devida fiscalização.

De acordo com esse regulamento, as empresas são obrigadas a fornecer, de maneira gratuita e em perfeito estado de funcionamento, os equipamentos adequados aos funcionários — de acordo com os riscos enfrentados no ambiente de trabalho.

Além disso, a empresa é responsável por oferecer treinamentos frequentes com o objetivo de garantir que todos os colaboradores saibam utilizar de maneira adequada os EPIs e fiscalizar seu uso.

– NR 6

A norma regulamentadora nº 6 traz a seguinte disposição:

  •  “6.1 […] considera-se Equipamento de Proteção Individual – EPI, todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho”.

Assim, a empresa fica obrigada a disponibilizar, gratuitamente, aos seus colaboradores os EPIs adequados à sua função profissional.

Tal equipamento deve ser entregue ao seu empregado em perfeito estado de conservação.

Eles devem ser fornecidos, conforme o item 6.3 da NR, nas seguintes situações:

  • “a) sempre que as medidas de ordem geral não ofereçam completa proteção contra os riscos de acidentes do trabalho ou de doenças profissionais e do trabalho;
  • b) enquanto as medidas de proteção coletiva estiverem sendo implantadas; e,
  • c) para atender a situações de emergência.”

Além disso, o item 6.6.1 da NR dispõe que cabe ao empregador quanto ao EPI :

  • a) adquirir o adequado ao risco de cada atividade;
  • b) exigir seu uso;
  • c) fornecer ao trabalhador somente o aprovado pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho;
  • d) orientar e treinar o trabalhador sobre o uso adequado, guarda e conservação;
  • e) substituir imediatamente, quando danificado ou extraviado;
  • f) responsabilizar-se pela higienização e manutenção periódica; e,
  • g) comunicar ao MTE qualquer irregularidade observada.
  • h) registrar o seu fornecimento ao trabalhador, “podendo ser adotados livros, fichas ou sistema eletrônico. (Inserida pela Portaria SIT/DSST 107/2009)

Principais tipos de EPI

tipos de epi mulher mascara

Agora, vamos falar um pouco a respeito dos principais tipos de EPI, confira:

– Proteção da cabeça

É  muito importante utilizar EPIs para a proteção da cabeça contra impactos provocados por choques mecânicos, quedas ou projeções de objetos.

Por esse motivo os EPIs mais indicados nesse caso são os capacetes.

Isso porque tais equipamentos impedem que a pessoa tenha  traumatismos, ferimentos, bem como outros tipos de lesões, podendo inclusive serem ferimentos fatais.

Tais equipamentos são feitos com material sintético bastante resistente ao impacto.

Assim, existem modelos de capacetes que contam com fendas laterais para ser possível fazer o acoplamento de acessórios, como lanternas, protetores auditivos e faciais.

Eles podem ser de três tipos:

  • Capacete com aba frontal
  • Capacete com aba total
  • Capacete com aba frontal e viseira

– Proteção das mãos

A proteção das mãos é muito importante também, pois, conforme dados divulgados por órgãos responsáveis pela proteção nos locais de trabalho, aproximadamente 35% dos acidentes de trabalho acontecem nos membros superiores dos trabalhadores, e 60% deles são nas  mãos e nos punhos.

Isso acontece pois as mãos são os membros mais importantes em grande parte das atividades no ambiente de trabalho, pois elas são o principal instrumento para executar vários trabalhos.

Dessa forma, elas precisam ser protegidas, levando em consideração o tipo de atividade que o trabalhador desenvolve.

Tais riscos são classificados em:

  • Riscos mecânicos;
  • Riscos químicos;
  • Riscos biológicos.

Por esse motivo é obrigatório a utilização das luvas de segurança em diversas atividades.

Dependendo do modelo, a luva protege tanto a mão quanto os braços, existindo os seguintes tipos de luvas:

  • Luvas descartáveis;
  • Luvas reutilizáveis;
  • Luva anticorte;
  • Luva de látex natural;
  • Luva látex nitrílica;
  • Luva de malha;
  • Luva de PVC;
  • Luva de isolação elétrica;
  • Luva para temperatura.

Para você escolher a luva mais adequada para o tipo de função desempenhada por seus trabalhadores é necessário somente analisar os principais riscos que a atividade desempenhada por ele oferece.

– Proteção respiratória

Para proteger as vias aéreas bem como o aparelho respiratório contra poeira, névoas, gases, vapores orgânicos ou materiais biológicos, os EPIs mais utilizados são:

  • Respiradores purificadores de ar (descartáveis);
  • Respiradores de adução de ar (máscaras autônomas), e;
  • Respiradores purificadores de ar semifacial ou facial (com filtro).

Tais respiradores serão os responsáveis por filtrar os agentes contaminantes externos e, dessa forma, evitar que eles entrem em contato com as vias aéreas.

– Proteção dos olhos e face

A proteção dos olhos e do rosto contra o risco de impacto mecânico também é extremamente importante.

Isso porque, a  projeção de partículas, raios ultravioletas, luminosidade intensa e temperaturas elevadas pode prejudicar muito os olhos e a face das pessoas, por isso é muito necessário a utilização de óculos de segurança, junto com os protetores faciais e máscaras de solda.

Existem três modelos que são mais utilizados, que são:

  • O tradicional;
  • O de sobreposição,e;
  • Os de ampla visão.

Além disso, existem as lentes que podem ter tonalidades diferentes, levando em consideração as características de cada função.

Assim, as lentes incolores e as escuras,geralmente são usadas para proteger contra a radiação ultravioleta.

As lentes verdes são usadas para condições onde existe uma luminosidade muito  excessiva, para impedir a fadiga visual.

As lentes laranja são ideais para processos de fotopolimerização, muito comuns em consultórios odontológicos.

– Proteção dos membros inferiores

Outro tipo de proteção muito importante é a proteção dos pés e pernas contra:

  • Animais peçonhentos;
  • Torção;
  • Escoriação;
  • Derrapagens;
  • Umidade;
  • Objetos cortantes.

Para a proteção contra tudo isso é obrigatório a utilização de botas, botinas e perneiras de segurança.

Tais equipamentos também podem ser encontrados em diferentes modelos e materiais, entretanto os mais usados são os de couro e os de PVC.

– Proteção dos ouvidos

Também é muito importante a proteção dos ouvidos de sons muito altos, excessivos ou exposição prolongada a barulhos.

Para fazer essa proteção os EPIs mais usados são os protetores auditivos do tipo concha ou de inserção moldável (plug).

Eles auxiliam na redução dos efeitos da incidência sonora nos canais auditivos.

– Proteção do corpo

A proteção do corpo é feita com a utilização de roupas especiais, tais como:

  • Macacões de segurança;
  • Uniformes anti chamas;
  • Capas impermeáveis, e;
  • Coletes refletivos.

A utilização desses diferentes tipos de vestimentas irá depender do risco em que o trabalhador estiver exposto, por isso, a empresa, por meio de sua equipe de segurança do trabalho, deve estar sempre muito atenta a esses riscos.

– Proteção contra quedas

A proteção contra quedas é muito importante em todos os casos em que o trabalhador desempenha suas atividades laborais em altura acima de dois metros do solo e existe o risco de quedas.

Nessas condições é fundamental a utilização dos seguintes EPIs:

  • Cinturão de segurança  do tipo abdominal ou paraquedista;
  •  Ancoragem;
  • Talabarte, e;
  • Trava-quedas.

– Proteção da pele

Para proteger a pele contra agentes químicos derivados de petróleo, tintas, colas, cimentos, detergentes, solventes em geral e outros, é fundamental que a pessoa use cremes de segurança resistentes à água, óleo ou outras substâncias.

Um ponto importante que deve ser levado em consideração é que o protetor solar não é considerado um EPI, no entanto ele também é essencial para proteger a pele dos raios ultravioletas (UVA e UVB).

Quais os tipos de EPI para proteção de cabeça?

tipos de epi homem capacete

A escolha dos EPIs para a proteção da cabeça depende do tipo de atividade exercida pelo trabalhador.

Por esse motivo, separamos as peculiaridades de cada um, confira:

  • Capacete com aba frontal

Esse tipo de capacete tem o objetivo de proteger a cabeça contra choques elétricos além de diminuir os impactos externos sobre a cabeça.

Por isso ele é muito usado por pessoas que trabalham em construções civis.

  • Capacete com aba total

Geralmente esse tipo de capacete é usado para proteger contra queimaduras elétricas e agentes meteorológicos.

As abas do capacete são usadas para impedir que cabos elétricos que estão desencapados encostem no rosto do trabalhador, pois, se isso acontecer, ele pode sofrer queimaduras ou lesões mais graves.

  • Capacete com aba frontal e viseira

Esse capacete tem o objetivo de proteger a cabeça e a face, por isso ele é muito usado em  locais onde existe o risco de explosões, e que há a projeção de partículas.

Além disso, ele é muito usado em locais onde a temperatura está muito alta ou então no manuseio de equipamentos que acabam produzindo faíscas, dependendo do modelo do capacete.

Por esse motivo ele também minimiza o risco de queimaduras.

Quais os tipos de EPI mais utilizados?

tipos de epi equipamento ouvido

Anteriormente vimos sobre os tipos de EPI que existem, agora vamos falar um pouco sobre os EPIs mais utilizados, confira:

– Luva de proteção individual

Entre os tipos de EPI, as luvas costumam ser utilizadas nos mais variados ambientes de trabalho, em especial, nos setores de construção civil, nas indústrias, nos açougues e nas fábricas.

Podem ser produzidas de diferentes materiais, dependendo das ferramentas utilizadas e do nível de insalubridade, mas, em todos os casos, têm como objetivo proteger as mãos e os dedos de cortes, perfurações e atritos durante a função.

– Protetor Auditivo

Muitas atividades profissionais são expostas ao contato contínuo com ruídos incômodos que, consequentemente, podem impactar a saúde e o bem-estar do colaborador. Visando a amenizar tais impactos e, até mesmo, a evitar a perda da audição, o uso de abafadores é muito recomendado, podendo ser obrigatório em alguns casos.

Alguns exemplos de locais que demandam essa utilização são fábricas, indústrias e campos de trabalho com estrondos muito altos, explosões e ruídos frequentes. O objetivo desse EPI é, justamente, reduzir o contato com o barulho e garantir melhores condições para os operadores.

– Capacete de segurança

Outro tipo de EPI muito convencional e versátil, que é utilizado por diferentes tipos de profissionais, é o capacete de segurança! Ele pode ser aplicado, por exemplo, em operações com circuitos elétricos, assim como em ambientes com riscos de quedas ou pancadas.

Os capacetes servem para proteger a cabeça como um todo, garantindo a segurança e a integridade de uma das partes mais frágeis e importantes do corpo, podendo evitar casos de traumatismos e, até mesmo, salvar a vida do colaborador.

– Calçados de segurança – Botinas

As botas são os tipos de EPI mais comuns para a proteção dos membros inferiores, em especial os pés e os dedos.

Além disso, muitas vezes, contam com solados antiderrapantes e aderentes ao solo. Sua estrutura também conta com proteções de ferro ou aço para evitar esmagamentos em uma possível queda de objeto.

– Óculos de Proteção

Os óculos de Proteção são fundamentais para proteger os olhos do trabalhador contra:

  • Partículas volantes;
  • Faíscas;
  • Respingos de produtos químicos;
  • Iluminação excessiva;
  • Radiações, entre outros.

Eles são muito usados em diversas atividades, pelo fato de que existe uma variedade muito grande de óculos de proteção.

– Outros tipos de EPI

A NR 6 disponibiliza a lista completa de todos os EPIs que existem no mercado para a proteção do trabalhador.

Essa lista está presente no anexo I da referida NR, que organiza os equipamentos conforme a área do corpo em que oferece proteção.

Logo abaixo colocamos como fica essa divisão:

  • Proteção Da Cabeça;
  • Olhos e Face;
  • Auditiva;
  • Respiratória;
  • Proteção Do Tronco;
  • Proteção Dos Membros Superiores;
  • Proteção Dos Membros Inferiores;
  • Proteção Do Corpo Inteiro;
  • Proteção Contra Quedas Com Diferença De Nível.

Como escolher os tipos de EPI mais adequados para sua empresa?

Para que a empresa consiga tomar a decisão de quais EPIs ele deve utilizar,é preciso levar em consideração o disposto no anexo I da NR 6.

Além disso, a escolha do EPI correto começa com a Análise Preliminar dos Riscos, que depois será usada para elaboração do PPRA.

Além disso, para a escolha do EPI correto é preciso levar em consideração os seguintes aspectos:

  • Identificação dos Riscos Ambientais;
  • Identificação dos EPIs na NR 6;
  • Identificação da qualidade dos produtos.

Conheça a Conexa Saúde

Como vimos até aqui, é essencial a utilização dos EPIs para a proteção dos trabalhadores.

Além disso, é importante que a empresa ofereça um bom plano de saúde ao trabalhador, pois dessa forma ele estará investindo na qualidade de vida e no seu bem-estar do trabalhador. Com a telemedicina esse benefício ficou ainda mais fácil e democrático.

Por meio da Conexa Saúde é possível disponibilizar uma série de serviços e cuidados com a saúde, em mais de 30 especialidades. Consulta remota, 24 horas, nos sete dias da semana, é a principal vantagem.

O funcionário se conecta por meio da plataforma eletrônica, sem precisar se ausentar do trabalho. Benefício extensivo a seus dependentes. Um sistema seguro, com prontuário eletrônico, emissão de receitas médicas, visualização de exames, orientações e muito mais.

Tudo realizado com a maior segurança e eficiência, sem tirar o trabalhador de sua rotina de trabalho. Além disso, a Conexa disponibiliza programas de saúde física e de suporte emocional para as equipes internas.

Fator importante para acompanhar casos mais graves e preparar os líderes para enfrentar melhor os momentos de crise. Com telemedicina a sinistralidade tende a ser menor. A ida ao pronto socorro, por exemplo, cai em até 70%.

Ficou curioso para saber o que a Conexa Saúde pode fazer por sua empresa? Então acesse o site da conexa confira as principais vantagens da telemedicina corporativa.

– Conexa Corporate

Bom, agora que informamos os pontos mais importantes sobre os tipos de EPI, chegou a hora de você entender o que a Conexa Corporate oferece de diferente para você.

  • Teleorientação

Devido a pandemia do novo coronavírus, a Conexa Corporate começou a perceber que a  telemedicina pode ser usada no dia a dia, especialmente em questões menos complexas.

  • Telepsicologia Conexa Saúde

A Conexa Saúde também oferece o acompanhamento psicológico para os colaboradores de sua empresa que têm doenças como Burnout, depressão, ansiedade, entre outras.

  • Conexa in Company

O Conexa in Company consiste no acompanhamento das questões de saúde dos colaboradores internamente.

Abaixo listamos algumas de suas funções:

  • Acompanhamento da sinistralidade;
  • Saúde 24 horas por dia, 7 dias por semana;
  • Suporte emocional para as equipes internas.

Assim, situações de crise poderão ser facilmente contornadas.

  • Plataforma

A Plataforma Conexa é um grande diferencial que a Conexa Saúde tem, e isso faz com que ela fique muito à frente dos planos de saúde tradicionais.

Isso acontece pois ela dispõe de uma plataforma exclusiva, o que facilita todo o processo de conexão entre médico e paciente, e  isso por si só já é um grande ponto positivo.

Algumas de suas funções no dia a dia são:

  • Armazenamento de documentos médicos em formato digital;
  • Integração dos dados do paciente em seu perfil, facilitando processos multidisciplinares de diagnósticos;
  • Facilidade no acesso a resultados de exames e o histórico do paciente, o que pode abrir, de partida, as possibilidades de diagnóstico;
  • Permite que o profissional analise quais são os exames que o paciente já fez e conferir os resultados, sem que seja Preciso solicitar procedimentos que já foram realizados recentemente;
  • Permite a emissão de laudos a distância e interpretação de exames com junta médica — isso é muito comum em casos complexos, como tratamentos de tumores malignos, nos quais profissionais trocam informações com outros especialistas, a fim de traçar o melhor caminho para seus pacientes durante o processo.

Conclusão

tipos de epi profissional mascara e oculos

Depois de tudo o que foi falado neste artigo, ficou claro os tipos de EPIs e que eles são fundamentais para evitar acidentes de trabalho dentro da sua empresa.

É importante destacar que EPI é uma exigência legal nas empresas, e estão regulamentados por meio da NR6, a qual prevê que sua distribuição é obrigatória, além das instruções para uso.

Isso porque, é muito melhor prevenir do que remediar, não é verdade? Então, é fundamental pensar em estratégias que vão além do simplesmente o crescimento do seu negócio, é fundamental pensar na qualidade de vida dos seus colaboradores.

Por isso, tenha um bom planejamento e faça a distribuição correta dos EPIs em sua empresa, para proteger seus colaboradores e evitar problemas futuros.

Gostou do nosso artigo? Continue acompanhando o nosso blog e aprenda muito mais.

Compartilhe:

Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Deixe um comentário

conexa saude cta

Nos acompanhe nas redes sociais!

Assuntos do blog

Receba quinzenalmente os melhores conteúdos sobre bem-estar corporativo.

Assine nossa newsletter e tenha acesso aos nossos conteúdos exclusivos!

    Outros posts que você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e acesse o melhor conteúdo sobre bem-estar corporativo!

      Saúde digital, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

      A Conexa Saúde é uma solução completa para a saúde digital da sua empresa, que mostra que bem-estar corporativo pode ser acessível e estratégico. Fale com a gente!