Sinistralidade: Conceito, método de cálculo a ações para reduzir

sinistralidade taxa de sinistralidade

Você já ouviu falar sobre a sinistralidade e o que ela representa nos custos da sua empresa?

Por vezes, muitas empresas conhecem a importância de um bom investimento em benefícios relacionados à saúde. Mas será que essas empresas sabem como funcionam os custos e qual pode ser o valor investido na saúde dos seus colaboradores?

A verdade é que nem sempre as empresas estão bem preparadas para lidar com esse tipo de questionamento. Mas, por sorte, existe um termo capaz de definir o custo que uma empresa tem com esse modelo de benefício: a sinistralidade.

A taxa de sinistralidade nada mais é que o valor que uma empresa desembolsa por mês direcionada a saúde dos seus colaboradores. Essa taxa é calculada pelo fato de que estes valores não são fixos e podem mudar de acordo com o uso.

Ou seja, à medida que seus colaboradores e seus dependentes usam o plano, o valor que chegará para a empresa será diferente. Dessa forma, é preciso medir e observar a sinistralidade e o seu reajuste para uma maior precisão no momento do fechamento das contas.

Conheça agora um pouco mais sobre a taxa de sinistralidade, sua forma de cálculo e sobre seu funcionamento.

O que é sinistralidade em planos de saúde ? Saiba o conceito

sinistralidade sinistralidade unimed

Para começar, a sinistralidade é uma espécie de taxa que faz parte do mercado. Quando tratamos da contratação de planos de saúde, essa taxa é acionada quando se tem alguma ocorrência dos serviços prestados.

Essas ocorrências se dão de diferentes formas, podendo ser consultas, exames, cirurgias, qualquer procedimento pode ser chamado de sinistro.

Ou seja, a sinistralidade está intimamente ligada ao total de vezes que o plano de saúde é acionado.

Para calculá-lo, basta dividir o valor sinistrado pelo prêmio e depois multiplicar por 100. O sinistro nada mais é do que o volume de dinheiro gasto pela operadora com os seus beneficiários. Isto é: todas as despesas médicas (e não médicas) geradas pelos segurados para a operadora.

Por outro lado, o prêmio é o oposto disso. Ou seja, é o valor que a operadora arrecada com os pagamentos dos beneficiários. Esta é a principal receita dos planos de saúde e operadoras.

Dessa forma, a sinistralidade é importante por ser a variável que determina se está sendo lucrativo ou não o mantimento da operação. Logo, se os custos estiverem ultrapassando a receita é provável que existam problemas a longo prazo.

Qual o impacto da sinistralidade no reajuste dos valores de planos de saúde?

Como já mencionado anteriormente, o índice de sinistralidade é aquele capaz de determinar se está sendo lucrativo ou não para o plano de saúde os valores determinados.

Dessa forma, quando o assunto é o reajuste feito pelo plano ele está totalmente relacionado com a sinistralidade.

Isso porque o índice é calculado levando em conta o que entra e o que sai da operadora. Logo, se a empresa estiver tendo prejuízos é bem provável que rapidamente ela irá perceber por esse cálculo.

Não se deve deixar de levar em consideração também que se o plano for realizar reajustes ele provavelmente tentará cobrir esse tipo de perda financeira que está acontecendo.

Logo, se mais pessoas usam o plano com mais frequência e fazem um pagamento muito abaixo dos gastos, é lógico que em pouco tempo ele terá prejuízos.

Um bom indicador é a sinistralidade, ela diz quanto deve ser reajustado para que a operadora tenha lucros.

Fatores que afetam o índice de Sinistralidade

sinistralidade sinistralidade seguros

Os contratos de plano de saúde em geral usam a sinistralidade como o índice principal. Ele equivale à relação entre os serviços médicos consumidos e a receita que a operadora recebe pelo contrato.

Ou seja, o índice é afetado de acordo com o acionamento do plano. Em outras palavras, quer dizer que sempre que um colaborador avisa o plano que irá comparecer a uma consulta, seja para um exame ou outros procedimentos, um registro é aberto como sinistro.

Sabendo como você já sabe o que significa esse termo, pode-se inferir que logo o índice de sinistralidade sofre alterações.

Ademais, assim como o sinistro muda a taxa, o prêmio também muda. Sendo assim, se a arrecadação é maior a taxa sofre mudanças.

É por isso que os reajustes são feitos com base nesse tipo de taxa. Pois o prêmio sendo maior, é capaz de alterar a taxa e deixá-la positiva em casos onde a sinistralidade está elevada.

Qual o método de cálculo da sinistralidade?

A Sinistralidade pode ser calculada através de uma fórmula. Quando se tem o valor de sinistro dividido pelo prêmio e multiplicado por cem.

Esse método pode ser aplicado e mostrar a quem calcula como anda a receita da empresa.

Exemplo prático de cálculo de sinistralidade

Imagine só, pense que você está trabalhando como analista de cálculo de um convênio de saúde.

Agora, pense só. A sua empresa vem fechando no vermelho todos os meses e você precisa criar uma solução para ser aplicada e fazer com que o plano de saúde volte a dar lucros.

Vamos lá! Em primeiro lugar é preciso analisar o sinistro da empresa, ou seja, o que é gasto todos os meses quando o convênio é acionado.

Como esse é um valor variável, o melhor a ser feito é fazer uma média do que é gasto por mês. Porém, pode ser que essa média fique distante da realidade, já que em meses próximos a eventos comemorativos, pode ser que o plano seja acionado mais vezes em virtude de acidentes.

Além disso, há também meses como janeiro em que muitas pessoas decidem fazer uma bateria de exames para começar o ano bem.

Se isso acontecer, é melhor não usar a média como parâmetro. Busque por valores mais precisos.

Exemplo em números

Logo, suponhamos que você selecionou o mês de maio e agora irá fazer seus cálculos em cima disso.

Primeiro vamos usar um valor hipotético de 500 mil reais sendo o sinistro da empresa. E para prêmio, vamos usar um valor de 800 mil reais.

Dessa forma vamos fazer uma divisão e depois uma multiplicação desses números. Logo vamos dividir 500 mil por 800 mil reais, que irá totalizar 0,625 . Em seguida vamos multiplicar esse número por cem e obter o índice de sinistralidade.

Vamos lá, 0,625 X 100 = 62,5. Esse é o índice de sinistralidade da empresa.

Mais fácil do que parece, não é mesmo? Bom, agora é aplicar a fórmula de acordo com os dados que você tem em mãos.

Se isso for feito, fica simples entender como está caminhando os índices e as taxas.

Qual a taxa de sinistralidade de acordo com a ANS?

sinistralidade indice de sinistralidade susep

Qualquer empresa que esteja buscando gerenciar os seus custos precisa ter ideia de como funciona o índice de sinistralidade e também o modelo de cálculo.

Isso porque a taxa funciona como um termômetro para medir se o contrato que está vigorando vem sendo bom ou excedendo os valores ideais.

Segundo a ANS, a Agência Nacional da Saúde, a taxa varia de acordo com os valores de sinistro e prêmio. Esse resultado em planos de saúde é de 85,5%.

Quando a gestão é autônoma os valores variam, podendo chegar a 95%. Isso porque a fórmula depende de duas variáveis.

Apesar dessas taxas, é importante ter em mente que qualquer empresa tem um gasto elevado com planos de saúde.

Isso porque os valores de custos médicos tendem a subir, assim como já sobem acima dos valores de inflação.

E apesar desses custos, a tendência é que subam cada vez mais. Sendo assim, é de fundamental importância que o conceito seja entendido para que essas taxas possam ser controladas.

Como o RH pode atuar para reduzir a sinistralidade do plano de saúde dos colaboradores?

sinistralidade gestao de sinistralidade

Muitos gestores de RH têm como principal desafio reduzir os custos de uma empresa com a sinistralidade.

Quando se trata de planos de saúde, a sinistralidade , ou seja, quando o colaborador utiliza o benefício do plano para fazer consultas, exames, e outros procedimentos.

Um gestor de RH precisa em muitos casos diminuir o índice de sinistralidade porque ele pode ser um indicador de complicações, elevando a necessidade de reajustes nos valores pagos à prestadora.

Outro ponto que deve ser destacado, se o número de exames e consultas aumenta, pode ser que o seu colaborador esteja com a saúde em descuido. Assim, isso também gera impacto no número de atestados, afastamentos e outros problemas de saúde que podem tornar-se problemas da empresa.

Ofereça planos de saúde com coparticipação

Uma das alternativas para quem precisa reduzir as taxas de sinistralidade, é buscar por planos de saúde com coparticipação.

Essa é uma boa ideia porque a empresa deixa de ser a responsável pelo valor total dos custos com o plano de saúde, e passa a ser parcialmente responsável.

Dessa forma, o colaborador também arca com os custos, pagando um valor mensal de participação que auxilia na hora de manter o plano pela empresa. Ou mesmo, um valor parcial todas as vezes que faz consultas ou procedimentos.

É comum que algumas empresas já façam uso  desse modelo de produção. Logo,  quando ainda assim a taxa de sinistralidade não é controlada, pode ser que exista uma dificuldade ainda maior para manter esse benefício.

O que muitas vezes acontece é que as empresas que possuem poucos funcionários não conseguem manter essa taxa da forma ideal.

Já que o uso ultrapassa o limite de arrecadação em muitos meses seguidos.

A Conexa é uma empresa que conta com esse modelo de plano de saúde e por isso facilita para aqueles que necessitam de um plano de coparticipação.

sinistralidade conceito de sinistralidade ans

Leve reflexões aos colaboradores sobre o uso consciente do plano de saúde

Bom, a princípio é normal que ao adentrar em uma nova empresa e passar a contar com o plano de saúde, algumas pessoas abusem desse benefício.

E quando digo abusar , não se trata de ir ao médico fazer exames, e consultas. Esses são direitos do colaborador e o plano deve ser usado para tal.

O que não pode é exagerar na dose. Assim como qualquer tipo de benefício, há limites para o uso, e não há porque ir ao médico com frequência exagerada um indivíduo saudável.

Sendo assim, quando os colaboradores passam a usufruir do benefício do plano de saúde, é dever do gestor de RH propor alternativas conscientes de uso.

Nesse aspecto, o indivíduo não apenas passa a fazer uso da maneira correta do benefício como também torna-se uma pessoa mais consciente e organizada quanto ao uso. 

Elabore dinâmicas de saúde e bem estar na empresa

Nada mais colaborativo que não apenas fornecer o benefício como também promover dinâmicas que auxiliem no bom uso deles.

Quando a empresa realmente demonstra se importar com o colaborador, o ideal é que ela promova a saúde dentro do próprio ambiente de trabalho.

E para isso é importante ressaltar que dinâmicas e outras metodologias de simples aplicação são ótimas aliadas nesses momentos.

Logo, se você é gestor de RH ou atua na área de gestão de equipes, uma excelente forma de auxiliar seus funcionários nessa caminhada, é propondo algumas ideias e incorporando medidas.

sinistralidade calculo de sinistralidade ans

Faça campanhas sobre saúde preventiva na empresa

Por vezes, é mais comum do que se imagina que muitas pessoas carregam estigmas consigo mesmas sobre alguns exames ou tipo de consultas.

Quando esse é o caso, as campanhas são muito efetivas para encorajar os seus funcionários a buscarem ajuda e tratamento.

Exames relacionados à vida íntima são muito evitados por algumas pessoas. Logo, faz parte da empresa influenciar e esclarecer alguns mitos.

Essa medida leva benefícios não apenas para quem vai ao médico e se previne de doenças e outros problemas de saúde, como também para a empresa.

Isso porque quando um funcionário adoece por fatalidades evitáveis, pode sair bem mais caro para a corporação.

E além de uma medida preventiva, é um sinônimo de preocupação, gestão de qualidade e empatia para com os funcionários.

Ajude a promover e a manter um bom clima na empresa

O clima e o ambiente de trabalho são fatores que influenciam diretamente na vida e felicidade de um indivíduo. Quando o mesmo não se encontra motivado, ele perde muitas vezes o interesse em realizar um trabalho bem feito.

Tudo isso porque torna-se rotineiro e desgastante trabalhar sem reconhecimento. Por isso, ao promover um clima de harmonia e motivação para os funcionários da empresa é essencial que a saúde seja prezada.

Isso porque funcionário doente não produz. Seja emocionalmente, ou fisicamente. Logo, o melhor é sempre prezar pela qualidade de vida dos indivíduos que produzem dentro da sua empresa.

Ofereça alternativas tecnológicas ao plano de saúde convencional

Conexa saúde, por exemplo, pode ser uma alternativa – ou um complemento – ao plano de saúde dos colaboradores, que ajuda a reduzir significativamente o acionamento dos planos de saúde convencionais. Dessa forma, impacta positivamente nas taxas de sinistralidade.

Conclusão

sinistralidade controle de sinistralidade plano de saude

A Sinistralidade nada mais é que uma metodologia de cálculo que indica se os referenciais sinistro e prêmio estão de acordo com o que é exigido.

Logo, quando há um desequilíbrio nesses parâmetros, é preciso que a empresa aumente a taxa paga.

Quem em geral faz a fiscalização e determina o valor da taxa é a Agência Nacional da Saúde. Podendo ser ela quem determina o valor do reajuste ou a própria empresa.

Cabe lembrar que a empresa é responsável pela saúde dos seus colaboradores também, por isso precisa estar de acordo com as medidas oferecidas para manter ela em ordem.

O gestor de RH é um dos ativos mais responsáveis pela gestão de qualidade desse setor na vida dos demais funcionários.

Sendo assim, medidas simples podem ser aplicadas e levar grandes benefícios para quem trabalha na empresa, como por exemplo as campanhas de promoção, conscientização e os benefícios dados para que a saúde seja sempre mantida e priorizada.

Compartilhe:

Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Deixe um comentário

conexa saude cta

Nos acompanhe nas redes sociais!

Assuntos do blog

Receba quinzenalmente os melhores conteúdos sobre bem-estar corporativo.

Assine nossa newsletter e tenha acesso aos nossos conteúdos exclusivos!

    Outros posts que você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e acesse o melhor conteúdo sobre bem-estar corporativo!

      Saúde digital, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

      A Conexa Saúde é uma solução completa para a saúde digital da sua empresa, que mostra que bem-estar corporativo pode ser acessível e estratégico. Fale com a gente!

      [GUIA PRÁTICO]
      [GUIA PRÁTICO]