People Analytics: saiba como funciona, vantagens e como implementar

people analytics business analytics

Os processos do setor de Recursos Humanos de uma empresa, de modo geral, se baseiam apenas na capacidade dos seus funcionários. Apesar da qualificação dessas pessoas ser muito importante, cada vez mais as empresas apostam em outros modos para ajudar na gestão de pessoas de um RH. É o caso do People Analytics.

Por meio da integração do People Analytics ao seu RH, é possível obter resultados como contratações mais efetivas, retenção de talentos, aumento na produção, redução de custos, dentre outros. Quer saber como funciona essa ferramenta, suas vantagens e como aplicar à sua empresa?

Pois bem, então vamos lá!

O que é People Analytics?

people analytics people analytics pronuncia

People Analytics, ou análise de pessoas em português, é um método que consiste na coleta, organização, análise e modelagem de dados que se referem à gestão de pessoas de um negócio. Ou seja, é o estudo dos dados de conduta dos colaboradores de uma empresa.

Dessa forma, trata-se de uma abordagem orientada feita pelo setor de Recursos Humanos para tornar as tomadas de decisões mais estratégicas. Isso porque, por meio do cruzamento de dados que se referem a como os colaboradores se comportam, é possível fazer previsões que podem ser usadas para melhorar os processos de qualquer empresa.

Para que serve o People Analytics?

O People Analytics tem como objetivo identificar padrões de conduta para prever tendências, descobrir problemas e buscar oportunidades. Tudo isso é essencial para uma gestão de pessoas mais eficiente.

Como o people analytics pode ser utilizado?

O People Analytics pode ser usado, por exemplo, para reconhecer questões como baixa produtividade, insatisfação e alta rotatividade. Não só como meio para encontrar problemas, o volume de dados permite pensar em soluções assertivas para eles.

Além disso, também é possível utilizar essa ferramenta para gerar oportunidades. Isso porque, através do reconhecimento de um funcionário que está fazendo um trabalho, é possível fazer a retenção de talentos.

Big Data e Business Intelligence no RH das empresas

people analytics cases de sucesso

Para atingir os melhores resultados ao aplicar o método de People Analytics, é preciso haver a combinação de outros dois meios: o Big Data e o Business Intelligence.

O Big Data diz respeito à coleta, organização e armazenamento de um grande volume de dados. Ele é, então, o esforço que se faz para reter o máximo de dados possíveis a respeito dos seus colaboradores.

É no Big Data onde o RH vai buscar os dados que vão ser usados no People Analytics. Por isso, o volume de dados do Big Data importa muito. Quanto mais dados estiverem disponíveis para análise, mais precisas vão ser as ações tomadas a partir deles.

Já o Business Intelligence diz respeito ao processo de apropriação e análise desses dados. É por meio dele que os vastos dados do Big Data são trabalhados e transformados em decisões.

Ao aplicar esse meio, é possível prever tendências e criar estratégias da melhor maneira. Dessa forma, é essencial ter uma equipe capacitada para trabalhar nesse processo.

Como funciona o People Analytics?

people analytics people analytics fia

Coleta

O primeiro passo é ir em busca dos dados que vão ser analisados no People Analytics. Aqui, é possível tanto coletar o máximo de dados possíveis quanto definir prioridades a partir dos objetivos de análise.

É possível, então, coletar por meio de redes sociais, formulários e pesquisas feitas com funcionários, currículos armazenados, sistemas de gestão e até pelo mapeamento do perfil de conduta dos colaboradores.

Cálculo

Após a coleta, esses dados passam pela fase de cálculo. É o momento de transformar os dados brutos em métricas e indicadores.

Isso parte, em primeiro lugar, da organização dos dados coletados. Para isso, você deve pensar o que cada dado diz e, então, agrupar cada um deles por similaridades. A partir disso, sua equipe deve transformar esses dados em números que possam expressar coisas específicas como um índice de satisfação, por exemplo.

Análise

A análise é o momento de ir ao trabalho e explorar o que você construiu até aqui. É por meio da análise que você vai rastrear tendências, padrões de conduta e opções que podem acabar gerando ações concretas.

É preciso analisar esses dados de maneira estratégica e, por isso, a capacitação do seu setor de Recursos Humanos toma uma importância muito grande nesse momento. Dessa forma, vale a pena considerar uma qualificação mais estatística desses funcionários.

Além disso, também é possível fazer uso de softwares de mineração e escalonamento de dados, que ajudam na organização do processo de análise.

Modelagem

A modelagem é o cruzar de toda a coleta, cálculo e análise feita antes. Para isso, busque por correlações entre os dados disponíveis para, então, pensar em ações diretas para contornar ou problemas ou criar novas opções.

Esse processo permite, de certa forma, entender o porquê das questões da sua empresa. Por isso ele é tão sério. Afinal, somente com o conhecimento preciso das causas de um problema é possível construir a melhor solução para ele.

Você pode, por exemplo, descobrir que a baixa produção de um setor tem relação com a sobrecarga desses funcionários e então, criar uma escala de folgas.

Quais são os níveis de analytics e quais informações trazem?

people analytics people analytics

O analytics possui quatro níveis de classificação. Cada um desses níveis diz respeito às especificidades dos tipos de dados gerados pela análise de dados. Da mesma forma, eles também descrevem os tipos de análise que precisam de aplicação. Confira quais são esses níveis a seguir.

Descritiva

Como o próprio nome diz, o objetivo desse tipo de análise é descrever os fatos. Dessa forma, trata-se de explorar eventos do passado e presente para entender a cronologia desses acontecimentos. A pergunta que a análise descritiva se propõe a responder é “O que aconteceu?”.

É um tipo de análise muito focada em comportamento e, por isso, se apropria bastante da ferramenta de Business Intelligence. Com ela, é possível, por exemplo, descrever conflitos e problemas de forma clara para que os interventores entendam em detalhes o que aconteceu.

Diagnóstica

Já a análise diagnóstica é guiada pela pergunta “Por que isso aconteceu?”. Ou seja, seu objetivo é investigar as causas e consequências das questões levantadas no objetivo do estudo. Dessa forma, é uma análise focada em fatos que já aconteceram.

Obviamente, nem sempre essas causas são claras. Por isso, a análise diagnóstica se apoia no uso do Big Data para gerar o máximo de possibilidades possíveis para comparação. Isso é muito importante para a resolução de qualquer problema dentro da sua empresa. Afinal, só agindo direto na causa para sanar uma dor.

Preditiva

Talvez a preferida entre os setores de RH, a análise preditiva é pautada na previsão de cenários e eventos futuros. A pergunta aqui é “O que pode acontecer?”.

E como prever o futuro é possível? Através do estudo do passado. É a partir do estudo de padrões de comportamento e tendências de eventos passados que essa análise gera cenários futuros prováveis. Ou seja, o Business Intelligence também é de muito valor para essa análise.

É por meio desse tipo de análise que se determina as condições para que algo aconteça. A partir disso, sua empresa pode trabalhar ativamente para construir essas condições e aumentar a chance de cenários positivos. Isso diz respeito ao nosso próximo tipo de análise.

Prescritiva

A prescrição é a evolução da predição. Enquanto a análise preditiva prevê os cenários possíveis, a análise prescritiva vai perguntar “O que se pode fazer para que algo aconteça?”. Parece complexo, mas não é. O objetivo dessa análise é construir recomendações com impactos planejadores. Ou seja, é pensar no que fazer e em quais os resultados disso.

Através da análise prescritiva é possível direcionar esforços para ações muito mais planejadas, garantindo uma maior assertividade. Você pode, por exemplo, pensar em um cenário de necessidade de maior produtividade e planejar quais ações precisam ser tomadas para motivar sua equipe.

Por se tratar de uma análise mais volátil, o investimento em tecnologias pode ser uma boa aposta. Isso porque existem diversos softwares que fazem o cruzamento desses dados de forma automatizada.

Vantagens do People Analytics

people analytics o people analytics pode ser usado

Como você viu até aqui, o People Analytics é um processo muito bem estruturado que apresenta diversas possibilidades. Mas quais as vantagens reais do uso desse meio? Confira algumas delas a seguir.

Contratação

Cada vez mais o RH aposta em outros meios para combinar com a qualificação dos seus líderes na hora de estruturar um processo seletivo. O People Analytics é uma ótima aposta para isso. Isso porque, através da análise de dados, é possível garantir uma assertividade muito maior na hora da contratação.

Isso pode acontecer de várias formas. Através da análise de dados dos funcionários já contratados, por exemplo, é possível definir necessidades e perfis em falta e já planejar a quem se está procurando antes mesmo de anunciar a vaga. Assim, as escolhas na hora da contratação ficam muito mais alinhadas às necessidades da empresa.

Da mesma forma, o estudo do perfil comportamental dos candidatos facilita o planejamento da sua inserção. Isso porque é possível prever tempo necessário para treinamento e adaptação e até criar ações específicas de integração que combinem com o perfil desse funcionário.

Retenção de Talentos

Um grande problema para o setor de RH de muitas empresas é a questão do turnover. Também chamado de rotatividade de pessoal, o turnover diz respeito ao fluxo de entrada e saída de funcionários em uma organização. Ou seja, um alto turnover é um cenário onde os colaboradores estão constantemente sendo substituídos.

Pensando nisso, o People Analytics pode ser o meio certo para estabilizar esses níveis de rotatividade. Como vimos antes, ele já ajuda a fazer contratações mais seguras. Da mesma forma, ele também ajuda na retenção dessas boas contratações dentro da sua empresa.

Isso porque, através da análise de dados, é possível controlar de uma forma mais rápida o comportamento dessas pessoas dentro da empresa. Com dados individuais de satisfação e expectativas, o seu setor de RH tem mais chances de conseguir manter esses talentos dentro da sua organização.

Produtividade

Com melhores contratações, também se tem maior produtividade. Afinal, quanto mais qualificados e alinhados a cultura da sua empresa forem os funcionários admitidos, mais dispostos eles estarão a contribuir com os processos.

A formação de equipes eficientes também apoia no aumento da produtividade. Através da análise dos perfis comportamentais de cada um dos colaboradores, o seu setor de RH poderá combinar perfis que trabalhem bem entre si. Dessa forma, essas pessoas atuam de forma mais otimizada, potencializando a produtividade.

Da mesma forma, o People Analytics também trabalha em cima do reconhecimento de talentos. Isso é, através da análise de dados dos seus colaboradores, é possível identificar quem está tendo altos índices de desempenho. A partir disso, o RH pode promover promoções e formar lideranças diretamente dentro da sua organização.

Ações e resultados mensuráveis

Como você viu anteriormente neste artigo, dois dos tipos de análise do People Analytics são a análise preditiva e análise prescritiva. Através do uso de ambas, é possível prever situações e pensar em ações específicas para esses cenários.

Por isso, o uso de People Analytics abre a possibilidade de criar ações e resultados mensuráveis. Isso é, ao aplicar essa técnica, seu setor de RH consegue pensar em ações já calculando o impacto que elas terão nos seus funcionários. Com esse cálculo dos resultados, você garante uma efetividade muito maior na hora de tomar decisões.

Além disso, a aplicação do People Analytics contribui para a própria estruturação do setor de RH.

Através da tomada de ações corretas e do controle dos seus fins, sua equipe vai fazendo um repertório cada vez mais robusto da sua organização. Isso resulta em um desenvolvimento eficaz desses funcionários, do setor e da própria empresa.

Controle dos processos

O funcionamento de um setor de Recursos Humanos envolve diversos processos. Isso porque existem diversos sistemas que percorrem esse funcionamento e que precisam ser equilibrados pelos seus funcionários.

Desde os processos seletivos, passando pelo clima organizacional, até o plano de cargos e salários… Todos esses processos agrupam um número de dados bem grande. A partir disso, o People Analytics entrega uma grande vantagem para o seu gerenciamento.

Através do People Analytics é possível integrar todos os dados de processos do RH em um único sistema. Com isso, fica muito mais fácil para a equipe gerir suas tarefas de maneira eficiente.

Redução de custos

Já falamos sobre como o People Analytics atua diretamente nos problemas da sua empresa. Não só pela criação de soluções mais efetivas, o seu caráter preditivo permite que muitos desses problemas sejam evitados.

Além disso, o impacto na contratação e na retenção de talentos diminui a rotatividade, diminuindo a necessidade de contratações consecutivas. A produtividade também é afetada, como vimos anteriormente.

Tudo isso resulta em uma redução de custos considerável. Através de todos os impactos citados anteriormente, se gasta menos com contratações, demissões e falta de produtividade.

Ajuda na tomada de decisão estratégica

Todas essas vantagens se encontram em um ponto em comum: a tomada de decisões estratégicas. O principal objetivo do People Analytics é fornecer uma gama de dados que, ao serem analisadas, podem ser convertidas em conhecimento. Esse conhecimento é a matéria prima para decisões estratégicas muito mais acertadas.

Com dados claros e exatos acerca dos seus colaboradores, o seu setor de RH tem acesso a uma matéria prima muito mais rica. Dessa forma, isso impacta diretamente na qualidade das decisões tomadas. As decisões que se tomam com o apoio do People Analytics não são baseadas em achismos e sim em dados exatos.

Por que adotar o People Analytics na sua empresa?

people analytics daods sobre gestao de pessoas

Como você viu antes, com o People Analytics, os dados passam por processos de coleta, cálculo, análise e modelagem. Dessa forma, não se trata apenas de dados sem ordem. Todo esse processo resulta em dados sucintos e estruturados, que guiam para diversas vantagens.

Por isso, adotar o People Analytics é apostar em um meio que pode alterar toda a maneira como o seu setor de Recursos Humanos funciona. Além disso, traz imensos ganhos para toda a sua empresa.

Como implementar o People Analytics?

Para implementar o People Analytics no seu setor de RH, algumas dicas são importantes.

Em primeiro lugar, as palavras de ordem são treinamento e capacitação. Isso é, forneça todo o apoio necessário para que os colaboradores desse setor se sintam seguros com esse meio. Para isso, treine sua equipe para que ela entenda o porquê do uso desse meio, quais as suas vantagens e como isso vai impactar no trabalho deles.

Além disso, não esqueça de entregar o treinamento necessário para operar o software que será usado para armazenamento e análise dos dados da gestão de pessoas. A partir disso, é necessário também acompanhar de perto todo o processo de estruturação desse processo dentro do setor para manter todos motivados.

Conclusão

people analytics curso gratuito de people analytics

Pois bem, agora você já sabe como o People Analytics funciona, seus processos, vantagens e como implementar. Resta, então, colocar tudo que você aprendeu em prática e mudar completamente a cultura de RH da sua empresa.

Compartilhe:

Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Deixe um comentário

conexa saude cta

Nos acompanhe nas redes sociais!

Assuntos do blog

Receba quinzenalmente os melhores conteúdos sobre bem-estar corporativo.

Assine nossa newsletter e tenha acesso aos nossos conteúdos exclusivos!

    Outros posts que você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e acesse o melhor conteúdo sobre bem-estar corporativo!

      Saúde digital, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

      A Conexa Saúde é uma solução completa para a saúde digital da sua empresa, que mostra que bem-estar corporativo pode ser acessível e estratégico. Fale com a gente!

      [GUIA PRÁTICO]
      [GUIA PRÁTICO]