Home office: saiba como lidar com esse novo modelo de trabalho

home office

Até bem pouco tempo parecia impossível pensar em trabalhar em casa já que o modelo tradicional do trabalho- que quase todos estamos acostumados- é aquele em que você precisava estar na empresa para executar suas tarefas. 

Com as novas tecnologias, surgimento de outras profissões e até as mudanças no sistema previdenciário, o mercado se deu conta das vantagens dessa nova modalidade. Entendeu também que a produtividade independe da presença do colaborador na organização.

Na ponta do lápis, esses funcionários custam metade dos que trabalham de forma presencial. Mas como toda novidade é preciso estabelecer padrões para o trabalho valer a pena, tanto para os funcionários, como para a organização.

Ficou interessado no assunto? Então, continue a leitura e confira os prós e contras do trabalho home office em sua empresa.

Tendência no Brasil

Com as mudanças no sistema previdenciário brasileiro, muitas empresas estão aderindo aos prestadores de serviço, sendo boa parte para trabalho remoto.

Segundo a última pesquisa da Sociedade Brasileira do de Teletrabalho e Teleatividade, 45% das corporações participantes têm colaboradores nesse modelo de trabalho e outros 15% pensam em implantar essa rotina. A medida representa economia de gastos cortando pela metade as despesas com pessoal.

Vantagens 

Outra pesquisa do professor de economia da Universidade de Stanford, Nicholas Bloom, defende que esse deveria ser o modelo padrão de trabalho.

Analisando uma empresa de viagens na China ele concluiu que os funcionários que atuavam remotamente estavam mais satisfeitos, produziam 13% mais e adoeciam menos. O estudo lista ainda vantagens como a redução do trânsito e da poluição.

Controle do fluxo de trabalho

Um dos desafios do trabalho off-line para a empresa é controlar o fluxo de trabalho. Mas nada que um bom planejamento não resolva. Com tantos canais disponíveis a comunicação fica mais fácil.

O ideal é que o primeiro contato profissional seja presencial para discutir detalhes como definição de tarefas, fluxo de produção, meios de entrega, calendários e questões financeiras. Depois tudo pode ser acompanhado pelos canais digitais, sem qualquer prejuízo e, em caso de necessidade, marcar encontros pontuais.

Controle de tempo

Já para quem estava acostumado com a ida ao escritório, fazer a transição para as atividades em casa exige uma boa dose de disciplina. Lidar com o tempo, quando não temos um cartão de ponto, exige organização.

O ideal é estabelecer um horário de trabalho, mas também reservar uma pausa para descanso.  Fazer um planejamento do dia e até da semana também é uma boa dica para quem está começando. 

Home office x Saúde mental

É importante lembrar que o trabalho off-line prejudica a socialização, pois o ambiente de trabalho é um meio de convivência onde passamos a maior parte do tempo. Quem não precisa ir à empresa está sempre sozinho.

Por isso é importante manter contato com o meio externo através de outros grupos. Escolher um lugar fora de casa para trabalhar também é uma ótima ideia: ao ar livre, num coworking. Atividades físicas também ajudam. O importante é não se isolar para prevenir doenças como a depressão.

Como se planejar para comer bem com o fim do home office?

Uma alimentação saudável pode trazer muitos benefícios para sua vida. Sendo assim, precisamos incentivar esses ganhos voltando ao trabalho presencial também!

Tomar um bom café da manhã

O café da manhã é uma das principais refeições do dia. É nela que quebramos o jejum de várias horas de sono, permitindo começar o dia com energia e disposição necessárias para os compromissos rotineiros. Por isso, é fundamental escolher bem os alimentos que serão ingeridos nesse momento.

Esqueça totalmente alimentos ricos em açúcar e gorduras de má qualidade, como:

• Frituras;
• Refrigerantes;
• Embutidos;
• Doces.

Dê preferência a alimentos ricos em fibras e outros nutrientes como proteínas, carboidratos complexos e gorduras saudáveis, como:

• Pães integrais;
• Ovos;
• Aveia;
• Frutas;
• Iogurte;
• Queijos magros, dentre outros.

Dessa forma, você começará bem o dia com níveis de disposição e concentração nas alturas e realizará todas as suas atividades diárias com melhor desenvoltura.

Levar o almoço de casa

Na rotina é comum os almoços em restaurantes próximos ao trabalho. Nesses locais, a ingestão de calorias costuma ser alta e as escolhas se tornam mais desregradas.

Isso leva a uma nutrição inadequada e traz prejuízos ao longo do dia, como sonolência e falta de disposição. Por isso, o ideal seria levar seu almoço de
casa, assim você pode escolher melhor os nutrientes, incluir carnes magras e legumes na refeição , caprichar nas cores e no delicioso sabor da sua marmita.

RESTAURANTES SELF-SERVICE/QUILO

Atenção ao peso do seu prato. Evite: ultrapassar 400 a 500 gramas. Comece com a salada, inclusive folhas.
Lembre-se: se deixá-las para o final, pode ser que não haja lugar pra elas.
Atenção: não coma tudo o que estiver disponível no mesmo dia.

Escolha somente uma preparação: arroz, feijão e carne; ou arroz com estrogonofe. Sobretudo evite no mesmo prato: arroz + feijão + frango + estrogonofe + batatas.

Evite as frituras: pasteizinhos, bolinhos etc Prefira: Carnes sem gordura aparente, sem pele, sem molhos e sem recheios.
Sobremesa: frutas.

RESTAURANTES À LA CARTE

Evite: couvert; ou, ao realizar seu pedido evite arroz, massas, batatas, risotos, ou seja, lembre-se de que já comeu o carboidrato no couvert. Couvert como manteiga, pães, croissants, pães de queijo merecem cuidado. Prefira picles, legumes e azeitonas (atenção à quantidade, pois 2 azeitonas = 45 calorias).

Escolha de saladas: cuidado com molho rosé, maionese, e até mesmo a salada ceasar.

Prefira molhos: iogurte, shoyu, aceto balsâmico, mostarda. Cuidado com o azeite (gordura de boa qualidade, mas 1 colher de chá = 45 calorias)

Preparações: à la creme, gratinado, à piemontese; empanados; na manteiga; à belle munière… são mais gordurosos. Prefira: Purés, legumes sauteé; vegetais.

Sobremesa: prefira frutas, salada de frutas.

Cuidado com sobremesas duplas: sorvete com bolo, sobremesas com muito creme.

Beber muita água: manter-se hidratado é fundamental para que o corpo funcione de maneira correta. É ideal manter uma garrafa de água sobre a mesa e não procrastine idas ao bebedouro ou filtro.

Ter opções de lanches saudáveis para comer entre as refeições
Entre uma refeição e outra, pode bater aquela fome. E é aí que mora o perigo.
Nesses momentos o ideal é sempre contar com alimentos benéficos, por exemplo:
• Frutas;
• Oleaginosas (castanhas, nozes etc);
• Iogurtes naturais, dentre outros.

Assim, a nutrição será completa e se manterá firme durante o dia.

Você já conhecia os prós e contras do trabalho home office citados no artigo de hoje? Então, se você gostou desse conteúdo, não deixe de compartilhá-lo em suas redes sociais! Com certeza ele será interessante para vários de seus amigos.

Texto: Luciana Cavalcante

Compartilhe:

Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Deixe um comentário

Outros posts que você também pode gostar

Assine nossa newsletter e acesse o melhor conteúdo sobre bem-estar corporativo!

    Saúde digital, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

    A Conexa Saúde é uma solução completa para a saúde digital da sua empresa, que mostra que bem-estar corporativo pode ser acessível e estratégico. Fale com a gente!

    Skip to content