Falta de sono: o que causa, sintomas, quais os tipos, e tratamento

homem com falta de sono

Falta de sono. Você sabe o que pode causar?

Nos últimos tempos a tecnologia está ao nosso lado o dia inteiro, do momento em que acordamos até o momento de dormir.

E, muitas vezes, esse acesso exagerado às novas tecnologias faz com que as pessoas não consigam desgrudar o olho de telas de celular, computador, televisão…

E isso pode ser prejudicial à saúde e provocar um efeito colateral inesperado: dificuldade para dormir. E isso afeta o corpo de inúmeras formas.

De acordo com uma pesquisa feita pelo Instituto Gallup nos Estados Unidos, quase 40% da população tem dificuldades para dormir.

É o seu caso? Confira as principais causas, sintomas e tratamentos para a falta de sono.

Boa leitura!

O que é a falta de sono?

pessoa com falta de sono
O que é a falta de sono?

A falta de sono, conhecida como  insônia, é um distúrbio do sono persistente, que acaba prejudicando a capacidade que o indivíduo tem de adormecer ou permanecer dormindo durante a noite.

Assim, a pessoa acaba acordando várias vezes durante a noite ou até mesmo não dorme, não conseguindo cumprir todos os estágios do sono. E, o resultado disso é que a pessoa não tem um sono reparador.

Desse modo, pessoas que são diagnosticadas com insônia (que pode ser crônica), normalmente acordam já se sentindo cansadas e podem desenvolver problemas de alteração de humor.

A falta de sono pode, ainda, ser um distúrbio secundário provocado por outros motivos, como uma doença ou uso indevido de medicações.

O que causa a falta de sono?

A falta de sono normalmente se manifesta nos indivíduos que estão com um grau de alerta elevado (hiperalerta).

Entretanto, existem outras causas para a insônia, que são:

  • Estresse: Pode ser causado por preocupações com trabalho, saúde, finanças ou família fazendo com que a pessoa fique com a  mente ativa à noite, prejudicando o sono. Eventos estressantes, como um  divórcio ou perda de uma pessoa importante também podem levar ao quadro.
  • Condições médicas: A falta de sono também pode fazer parte dos sintomas de outros problemas de saúde, como apneia do sono, dor crônica, depressão, entre outras.
  • Medicamentos: Determinados medicamentos que contêm cafeína e outros estimulantes também podem prejudicar o sono.
  • Maus hábitos de sono: A pessoa que tem horários irregulares para dormir, fazem atividades estimulantes à noite e usam aparelhos eletrônicos antes de dormir também podem prejudicar o sono.

Para diagnosticar a falta de sono ou insônia, o médico irá avaliar as queixas da pessoa, histórico e hábitos de vida para identificar fatores que possam ter desencadeado o quadro.

O exame do sono, chamado polissonografia, ajuda a identificar outros possíveis distúrbios que precisam de tratamento.

Quais os tipos de insônia?

Existem diversas formas que a insônia pode se apresentar. Entretanto, ela conta com três principais classificadas, que irão variar conforme a sua frequência e tempo de duração.

Insônia transiente

Esse tipo de insônia tem como característica a dificuldade de dormir provocada geralmente por eventos isolados que causa estresse ou ansiedade, tais como provas, reuniões de trabalho ou viagens.

Geralmente, a insônia transiente tem uma duração inferior a um mês e faz com que o indivíduo passe horas pensando no evento ou situação estressora até que consiga finalmente pegar no sono.

Insônia crônica

Esse tipo de insônia é ainda mais delicada que a anterior.  Ela também é conhecida como insônia terminal e costuma prejudicar o descanso por mais de seis semanas.

Além da dificuldade que a pessoa tem para dormir e dos efeitos colaterais associados, a pessoa que tem insônia crônica também tem sono agitado e costuma acordar mais cedo do que o planejado sem conseguir voltar a dormir.

Insônia intermitente

Esse tipo de insônia é de curta duração, mas acontece de tempos em tempos. Entre esses intervalos, a pessoa consegue dormir normalmente.

Geralmente, as pessoas com quadros de insônia intermitente apresentam diversos efeitos colaterais associados, como:

  • Baixa energia;
  • Dificuldade de concentração;
  • Desmotivação;
  • Dores de cabeça.

Quais os sintomas da falta de sono?

A pessoa que tem dificuldades para dormir acorda se sentindo cansada.

Além disso, a insônia pode prejudicar não somente o seu nível de energia e humor, mas também a sua saúde, produtividade no trabalho e afetar também a sua qualidade de vida.

Os sinais e sintomas da falta de sono ou insônia podem incluir:

  • Dificuldade em adormecer à noite;
  • Acordar durante a noite;
  • Acordar antes do despertador;
  • Sensação de sono não reparador;
  • Fadiga (cansaço) diurna ou sonolência;
  • Dificuldade em manter a atenção ou em concentrar-se;
  • Propensão para um maior esquecimento das tarefas;
  • Irritabilidade, depressão ou ansiedade;
  • Aumento de erros ou acidentes.

O que a falta de sono pode causar?

mulher na cama com falta de sono
O que a falta de sono pode causar?

Agora, vamos falar um pouco sobre as consequências da falta de sono, confira!

Cansaço e fadiga

Sonolência, cansaço e perda da disposição são os primeiros sintomas da falta de uma boa noite de sono, pois é durante o repouso, sobretudo nas fases mais profundas do sono, que o corpo consegue recuperar as energias.

Falhas na memória e atenção

É durante o sono que o cérebro consegue consolidar as memórias e renovar o desempenho cognitivo, permitindo uma maior capacidade de concentração, atenção e desempenho das funções.

Assim, uma pessoa em privação do sono por muitas horas tem mais dificuldades para lembrar das coisas, concluir raciocínios, concentrar-se ou ter atenção, apresentando dificuldades em tomar decisões e piores desempenhos no trabalho ou na escola, por exemplo.

Baixa imunidade

A privação do sono prejudica a produção de células de defesa do organismo, tornando o sistema imunológico enfraquecido e menos eficaz no combate a infecções. Confira dicas do que fazer para melhorar a imunidade.

Instabilidade emocional

A privação do sono pode proporcionar uma instabilidade emocional, assim, as pessoas apresentam-se mais irritadas, tristes ou impacientes. Quando o pouco sono torna-se crônico, a pessoa fica mais predisposta a apresentar tristeza e sofrer de ansiedade e depressão.

Outras doenças mentais que podem ser favorecidas pelo distúrbio do sono são distúrbios alimentares, síndrome do pânico ou alcoolismo, por exemplo.

Problemas cardiovasculares

Dormir menos de 6 horas por dia pode favorecer o surgimento de pressão alta, pois durante o sono há um período de descanso do sistema cardiovascular, com diminuição da pressão e dos batimentos cardíacos. além disso, a falta de sono pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares, como infarto e AVC.

Alterações hormonais

A relação adequada entre o sono e a vigília, que é período em que se mantém acordado, é fundamental para uma produção regularizada de hormônios do organismo.

Assim, hormônios como melatonina, hormônio do crescimento, adrenalina e TSH estão muito relacionados com a existência de um sono adequado.

Por isso, a privação do sono, especialmente de forma crônica, pode provocar consequências como atraso do crescimento, dificuldades para o ganho de massa muscular, alterações tireoidianas ou fadiga, por exemplo.

A falta de sono pode matar?

Ainda que não seja fatal em curto e médio prazo, a falta de sono pode acabar encurtando a vida  da pessoa ou, então, pode provocar doenças fatais.

A esse respeito, uma das maiores autoridades no assunto, o neurocientista Matthew Walker, é incisivo: “sem sono, pouca energia e doenças. Com sono, vitalidade e saúde”.

É importante ressaltar ainda uma doença rara causada por príons, agentes infecciosos, chamada de Insônia Familiar Fatal, em que a pessoa deixa de dormir e pode morrer em meses ou em poucos anos.

Qual o mínimo de horas de sono por dia?

Os adultos precisam dormir pelo menos sete horas por noite, entretanto um em cada 3 deles não dorme, conforme dados dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC).

Agora, os bebês em seu primeiro ano de vida podem dormir de 17 a 20 horas por dia.

Já os bebês de 4 a 12 meses precisam ter de 12 a 16 horas de sono, incluindo cochilos.

As crianças com idades entre 1 e 3 anos devem dormir de 11 a 14 horas, já as crianças de 3 a 5 anos devem dormir de 10 a 13 horas, e as de 6 a 12 anos devem dormir de 9 a 12 horas.

Os adolescentes devem dormir de oito a 10 horas, disse Kolla.

Existe remédio para falta de sono?

Existem diversas opções de tratamento para quem tem problemas de sono, tais como como remédios naturais, como valeriana, passiflora ou camomila, remédios que não precisam receita como melatonina ou doxilamina, ou hipnóticos e sedativos, que são prescritos pelo médico em último recurso, quando mais nenhum método funciona.

O importante é que você procure um médico para saber qual o medicamento correto para o seu caso.

Quando é preciso procurar auxílio médico?

mulher com falta de sono
Auxílio médico para falta de sono.

Se apresentar alguns dos sinais e sintomas referidos anteriormente e que provoquem perturbações durante o dia, o recomendado é que você  consulte o seu médico o mais rápido possível para identificar a causa do seu problema de sono e tipos de tratamento.

O diagnóstico e tratamento das doenças do sono pode ser efetuado por um conjunto de especialidades médicas, que o doente deve procurar antes que o problema se agrave.

Se o seu médico considerar que pode ter um distúrbio do sono, poderá encaminhá-lo para um hospital ou clínica onde sejam realizados exames especiais.

A insônia tem cura?

Apesar de atingir um grande número de pessoas, a insônia tem cura.

E também existem formas de se prevenir contra esse distúrbio, tais como: criar  hábitos e rotinas saudáveis, ter um tempo de descanso e se desligar dos fatores externos que possam prejudicar o sono.

Como é feito o tratamento para falta de sono?

Agora, vamos citar alguns tratamentos que a pessoa pode fazer para a falta de sono, isso porque, caso ele tome algumas ações simples a sua qualidade de sono pode melhorar muito.

Confira agora algumas ações que você pode ter para tratar a falta de sono:

  • Ter horários fixos para se deitar e acordar;
  • Fazer atividades relaxantes antes de dormir, como tomar um banho morno, tomar um chá ou ouvir música calma;
  • Usar cortinas, blackouts, máscara para os olhos e protetores de ouvido para evitar que estímulos externos como luzes e sons atrapalham seu sono;
  • Evitar cafeína, nicotina, álcool, certos medicamentos e fazer exercícios durante o dia;
  • Evitar é o uso de telas de aparelhos eletrônicos logo antes de dormir;
  • Evitar tirar sonecas durante o dia;
  • Comer alimentos leves durante a noite;
  • Acalmar a mente a partir de técnicas como a meditação.

Conheça a Conexa Corporate

O Conexa Corporate criado pela Conexa Saúde foi especialmente elaborado para atender as necessidades das empresas.

Por meio de uma moderna plataforma de telemedicina, os funcionários usufruem de vários serviços como check-up anual, acesso a resultados de exames, tiram dúvidas. Além disso, podem se conectar com médicos e psicólogos sem sair da empresa.

Tudo realizado de forma remota, com acesso fácil por meio de computador, tablet ou smartphone. Serviços disponíveis 24 horas em todos os dias da semana. A Conexa Corporate conta com mais de 70 mil profissionais de saúde em 30 especialidades médicas.

Oferece ainda, programas diferenciados voltados para a saúde física e mental dos trabalhadores. Os gestores também encontram amparo diferenciado com a Conexa Corporate.

Por meio de ferramentas estratégicas eles conseguem acompanhar a evolução dos cuidados com a saúde da equipe, acesso a controles de sinistralidade, absenteísmo, presenteísmo, entre outros dados importantes para melhorar a gestão de pessoas.

Assim, a Conexão Corporate oferece os seguintes serviços.

  • Teleorientação

Devido a pandemia do novo coronavírus, a Conexa Corporate começou a perceber que a  telemedicina pode ser usada no dia a dia, especialmente em questões menos complexas.

Um bom exemplo é um paciente com câncer que, através da teleorientação, faz o acompanhamento com o seu médico e tira suas dúvidas quanto ao tratamento através de uma consulta online.

  • Telepsicologia Conexa Saúde

A Conexa Saúde também oferece o acompanhamento psicológico para os colaboradores de sua empresa que têm doenças como Burnout, depressão, ansiedade, entre outras.

  • Conexa in Company

O Conexa in Company consiste no acompanhamento das questões de saúde dos colaboradores internamente.

Abaixo listamos algumas de suas funções:

  • Acompanhamento da sinistralidade;
  • Saúde 24 horas por dia, 7 dias por semana;
  • Suporte emocional para as equipes internas.

Assim, situações de crise poderão ser facilmente contornadas.

  • Plataforma

A Plataforma Conexa é um grande diferencial que a Conexa Saúde tem, e isso faz com que ela fique muito à frente dos planos de saúde tradicionais.

Isso acontece pois ela dispõe de uma plataforma exclusiva, o que facilita todo o processo de conexão entre médico e paciente, e  isso por si só já é um grande ponto positivo.

Entretanto, a Conexa Saúde e Corporate vai muito além, por isso ela entrega, também, diversas funções essenciais para um bom acompanhamento de saúde no dia a dia.

Algumas de suas funções no dia a dia são:

  • Armazenamento de documentos médicos em formato digital;
  • Integração dos dados do paciente em seu perfil, facilitando processos multidisciplinares de diagnósticos;
  • Facilidade no acesso a resultados de exames e o histórico do paciente, o que pode abrir, de partida, as possibilidades de diagnóstico;
  • Permite que o profissional analise quais são os exames que o paciente já fez e conferir os resultados, sem que seja Preciso solicitar procedimentos que já foram realizados recentemente;
  • Permite a emissão de laudos a distância e interpretação de exames com junta médica — isso é muito comum em casos complexos, como tratamentos de tumores malignos, nos quais profissionais trocam informações com outros especialistas, a fim de traçar o melhor caminho para seus pacientes durante o processo.

Além disso, todos os protocolos de segurança presentes na plataforma garantem  a privacidade dos dados dos pacientes, principalmente pelo fato de que ela respeita o estipulado pela LGPD para esses casos.

Isso é fundamental, principalmente, pois envolve dados sensíveis.

Mas a pergunta que não quer calar é: quais são as diferenças existentes entre a Conexa Saúde e o plano de saúde empresarial tradicional?

Separamos a seguir os principais pontos que precisam ser observados e que mostram as diferenças mais importantes entre elas

Os planos de saúde tradicionais têm como foco principal as consultas presenciais, em consultório.

Dessa forma, eles estão começando a engatinhar para o uso da telemedicina nesses serviços, principalmente devido a pandemia da Covid-19.

Assim, através da telemedicina que a Conexa Corporate oferece, seus colaboradores podem consultar a distância com disponibilidade de 24 horas, todos os dias da semana, conseguindo alinhar com a agenda dos profissionais.

Para conhecer melhor os serviços disponíveis acesse www.conexasaude.com.br.

Conclusão

Como visto no decorrer deste artigo, a falta de sono está ligada à atividade mental excessiva.

Assim, uma forma de lidar com isso é você seguir as dicas informadas anteriormente, bem como anotar suas preocupações em um papel até 3 horas antes de dormir, ou elaborar uma lista do que precisa ser feito no dia seguinte ou durante a semana.

Outra dica muito boa é transferir as preocupações e afazeres para o papel para poder “esvaziar” a mente dessas preocupações.

Todas as técnicas podem ajudar a aliviar os sintomas da insônia, mas caso ela persista por mais de três meses, é aconselhado procurar um médico para uma avaliação clínica mais detalhada.

Gostou do conteúdo? Continue nos acompanhando pelo Instagram e Facebook para mais dicas.

Compartilhe:

Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Deixe um comentário

conexa saude cta

Nos acompanhe nas redes sociais!

Assuntos do blog

Receba quinzenalmente os melhores conteúdos sobre bem-estar corporativo.

Assine nossa newsletter e tenha acesso aos nossos conteúdos exclusivos!

    Outros posts que você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e acesse o melhor conteúdo sobre bem-estar corporativo!

      Saúde digital, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

      A Conexa Saúde é uma solução completa para a saúde digital da sua empresa, que mostra que bem-estar corporativo pode ser acessível e estratégico. Fale com a gente!