Como o excesso de trabalho prejudica a vida familiar

excesso de trabalho

Se você é daqueles que passa do horário do expediente e ainda leva trabalho para casa todo dia tenho uma péssima notícia: há tempos esse comportamento não enche mais os olhos de gestores e muito menos agrada a sua família. Mais: afeta drasticamente a sua saúde. Pesquisas comprovam.

Ficou interessado no assunto? Então, continue a leitura e confira como lidar com o excesso de trabalho e conciliar o tempo com vida familiar…

Porque profissionais acabam trabalhando mais

Existem vários fatores que levam as pessoas a exagerar na carga de trabalho.

Um deles é o medo do desemprego. Num mercado cada vez mais competitivo a dedicação é imperativa. O receio de ficar fora do mercado – como quase 14 milhões de brasileiros estão atualmente, segundo pesquisa do IBGE- provoca uma sensação de “obrigação de fazer mais”, com a expectativa de ser reconhecido como indispensável para a organização.

E esse comportamento não escolhe cargo, vai do menor até o alto escalão das empresas.

O que importa para os gestores não é a carga de trabalho, mas resultados

A dedicação exagerada ao trabalho pode ter um efeito contrário para a empresa. Isso porque na visão dela o que importa são os resultados, principalmente se são obtidos rapidamente e com menos custos.

Quem passa mais tempo no escritório pode dar a impressão de que não consegue fazer suas tarefas durante o expediente e adoecer mais.

Estudo da City  University, de Londres, mostra que quando mais trabalho, pior para a saúde e também para a carreira, pois diminui a produtividade e isso cria uma imagem negativa do funcionário para a empresa.

Sintomas de que você está trabalhando demais

As doenças ocupacionais não são advindas somente de atividades repetitivas ou provocadas só pelo ambiente de trabalho.Levar o seu organismo a extremo com o trabalho também causa problemas à saúde.

Os sintomas são bem visíveis: cansaço extremo, estar sempre com sono, dores no corpo, irritabilidade, dificuldade de executar tarefas habituais com a mesma energia de antes e tudo isso pode culminar no absentismo- ausência constante de o trabalho- o que prejudica diretamente o desempenho.

Prejuízos do excesso de trabalho

A queda da produtividade é a principal consequência do excesso de trabalho. Funcionários que trabalham mais do que deveriam estão sempre cansados e, consequentemente, rendem menos.

Por isso, empresas de alta performance preocupam-se tanto com planejamento, estabelecendo regras que até proíbem a realização de horas extras e, em contrapartida também incentivam atividades de lazer e relaxamento para os funcionários.

A queda nos resultados da empresa também prejudica a sua imagem no mercado.

Como dividir o tempo entre as atividades profissionais e a vida familiar

Não existe uma formula mágica, mas há algumas medidas que podem ajudar a equilibrar as duas áreas da vida.

O planejamento é o primeiro passo. Crie cheklist diários para facilitar a visualização das tarefas. Priorize as mais urgentes e faça as outras na sequência. Não tenha medo de pedir ajuda aos colegas.

Não esqueça o ditado; “Duas pessoas pensam melhor do que uma”.  Esqueça a ideia de perfeição. Faça o seu melhor, mas não se cobre tanto. E por último: pratique o estado de presença. Em casa ou de folga, dedique-se à sua família.

Este artigo sobre como conciliar o trabalho com a vida familiar foi útil para você? Então, siga nosso Facebook e nosso LinkedIn para acompanhar as novidades! Fique por dentro de conteúdos relevantes e exclusivos como este.

Texto: Luciana Cavalcante

[rock-convert-pdf id=”3520″]

Compartilhe:

Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Deixe um comentário

Outros posts que você também pode gostar

Assine nossa newsletter e acesse o melhor conteúdo sobre bem-estar corporativo!

    Saúde digital, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

    A Conexa Saúde é uma solução completa para a saúde digital da sua empresa, que mostra que bem-estar corporativo pode ser acessível e estratégico. Fale com a gente!

    Skip to content