Exame ocupacional na telessaúde: Guia completo

Como funciona o exame ocupacional na telessaúde?

A telemedicina é um procedimento eficiente e prático de monitoramento de pacientes. Nesse sentido, os exames são avaliados e entregues de forma totalmente digital, sendo extremamente positiva para o cuidado integrado. E, um dos maiores avanços nesse sentido, é a realização de exame ocupacional na telessaúde.

Afinal, atualmente temos diversas tecnologias que garantem a qualidade e a agilidade de troca de informações e análises. Por isso, hoje é possível ter acesso a exames de qualquer local, utilizando apenas dispositivos conectados à internet, como o celular.

Acompanhe a seguir e confira o guia completo sobre exame ocupacional na telessaúde e quais são os maiores benefícios ao adotar o formato!

O que é telessaúde e como ela surgiu?

Em resumo, a telessaúde é um modelo de atendimentos de saúde digitais, que utiliza a tecnologia para otimizar o acompanhamento dos pacientes. Portanto, esse formato surgiu com o objetivo de superar as barreiras físicas e fornecer serviços médicos de qualidade para o maior número de pessoas possível

Nesse sentido, o atendimento remoto conta com diversas especialidades médicas, formando um sistema de gestão em saúde. A partir de plataformas específicas e tecnologias de imagem, áudio e vídeo, os profissionais de saúde podem realizar diagnósticos e laudos totalmente online.

Por isso, a telessaúde ajuda a promover o acesso à saúde de qualidade.

Além de médicos, inúmeros profissionais podem atuar na telessaúde, como enfermeiros e radiologistas, por exemplo. Assim, qualquer pessoa pode ter contato com especialistas de cada área médica, tendo acesso a atendimentos específicos, precisos e direcionados. 

O mais bacana é que a telessaúde tem se tornado cada vez mais acessível, independente da localização e condição financeira do paciente. Com isso, é possível garantir custos menores e maior facilidade de acesso.

Nesse sentido, diferentes tipos de exame de saúde ocupacional e de imagem se aperfeiçoaram nas últimas décadas, contribuindo diretamente para a identificação precoce determinados problemas.

Entenda como a crise da COVID-19 abriu espaço para a telessaúde

Desde março de 2020, o Brasil e diversos outros países vem enfrentando a pandemia do novo Coronavírus. Dessa forma, muitos profissionais da saúde passaram a prestar serviços e atendimento online, devido os problemas com atividades presenciais.

Com isso, hospitais e clínicas médicas acabaram acelerando a inovação para o setor da saúde. Assim, os pacientes passaram a realizar desde exames online até procedimentos de análise clínica, tendo acesso à diversas especialidades médicas, independente da sua localização.

Afinal de contas, diferentes tecnologias permitem a troca de informações eficientes entre médicos e pacientes, como computadores, tablets e smartphones.

Nesse sentido, a inteligência artificial aplicada à saúde também possibilitou inúmeros avanços e, atualmente, funciona de forma automatizada para priorizar determinados atendimentos.

A pandemia foi, sem dúvida, um grande motivo para o crescimento da telessaúde não só no Brasil, mas no mundo como um todo.

A ideia é que a inovação avance cada vez mais, permitindo a realização de mais exames, laudos, entre outros procedimentos clínicos. Afinal, a implementação desse tipo de sistema pode melhorar tanto as condições de saúde no país, quanto o tratamento dos pacientes.

O que são as doenças ocupacionais?

As doenças ocupacionais são as maiores causadoras de absenteísmo nas empresas. Nesse sentido, esses problemas costumam estar diretamente relacionados ao processo de trabalho, ou seja, às condições e funções que o profissional está desenvolvendo. 

Em geral, grande parte das doenças do trabalho são silenciosas, e começam a se manifestar após o colaborador exercer a mesma função por um determinado tempo. Dependendo do caso, o tratamento pode ser difícil e longo, e em casos mais graves, pode acabar afastando o funcionário permanentemente dessa atividade.

Sendo assim, muitas empresas têm adotado programas de telessaúde e gestão de saúde corporativa para que seus colaboradores consigam realizar exames e consultas com mais agilidade. Dessa forma, com a possibilidade de ter atendimento online, a tarefa se torna muito mais simples e descomplicada, principalmente para grandes equipes.

Uma forma eficiente de se prevenir contra as patologias é se consultar frequentemente com médicos especialistas, que pode ser oferecido pela empresa aos colaboradores com a telessaúde.

As principais doenças do trabalho no Brasil

  • Lesão por esforço repetitivo (LER);
  • Asma ocupacional;
  • Dermatose ocupacional;
  • Surdez temporária ou definitiva;
  • Antracose pulmonar;
  • Distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho.

Como esses problemas são comuns, é essencial que a gestão das empresas priorize e ofereça programas de telemedicina para seus funcionários. Assim, eles podem ter maior segurança e a garantia de que a empresa se importa de verdade com a sua saúde. 

Por isso, cuidar do bem-estar dos colaboradores traz ganhos para ambos os lados. Além de beneficiar os profissionais, os empregadores também podem aproveitar a oportunidade para controlar o aumento dos índices de absenteísmo no ambiente corporativo, e otimizar o engajamento da equipe. 

Por outro lado, é muito importante contar com parceiros confiáveis e especializados para realizar os procedimentos. Atualmente, existem algumas prestadoras de renome atuando no país, oferecendo programas de telessaúde próprias para empresas de todos os portes, e é preciso garantir que seus serviços são de qualidade.

O que preciso considerar para escolher uma plataforma de telessaúde para os meus colaboradores?

Cada vez mais a quantidade de prestadoras de serviços de telemedicina cresce não só no Brasil, mas no mundo. Dessa forma, nos próximos anos a tendência é que o setor tenha ainda mais alcance, chegando em pacientes de diversos lugares. 

Sendo assim, antes de contratar um programa de telessaúde para os seus colaboradores, o RH deve estar atento a alguns detalhes. Nesse sentido, o primeiro passo é verificar se a prestadora está autorizada a realizar atendimentos virtuais.

Em segundo lugar, é preciso saber quais são os procedimentos de segurança dos dados dos pacientes, e se está de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).

Por último, mas não menos importante, é necessário conferir se a prestadora de serviço atende às necessidades dos seus funcionários. As principais funcionalidades são relatórios gerenciais, prescrição de pedidos de exames e atestados digitais, com assinatura ou certificação digital, por exemplo. 

Hoje em dia, é essencial ter acesso à serviços de saúde de qualidade e eficientes. E, oferecendo esses serviços aos colaboradores, a empresa mostra que se importa com o bem-estar dos seus colaboradores, otimizando o engajamento e produtividade da equipe.

Quais exames podem ser feitos e avaliados com a telessaúde?

Segundo a legislação, as empresas precisam realizar alguns exames periódicos em determinados funcionários. Sendo assim, caso a função seja de alguma forma insalubre, é preciso que o colaborador faça testes específicos ao menos uma vez por ano.

Dessa forma, é possível identificar possíveis problemas no início dos sintomas, o que impacta diretamente na redução de absenteísmo. Afinal, com o acompanhamento, os profissionais se sentem mais motivados e comprometidos com a seu trabalho.

Quando um colaborador faz um exame de forma convencional, ele precisa aguardar alguns dias para receber o resultado. Por outro lado, com a telemedicina ele pode receber o laudo com muito mais agilidade. Isso acontece porque o contato remoto permite uma rápida troca de informações entre profissionais de saúde.

Atualmente, a maior parte dos exames ocupacionais já podem ser feitos ou acompanhados a distância. A seguir, confia quais são eles!

Espirometria

Também conhecida como teste de sopro, a espirometria mede a capacidade expiratória e inspiratória dos pacientes, determinando a condição da saúde pulmonar. O procedimento a distância dura cerca de 30 minutos, é indolor e não invasivo. Por meio do exame, é possível investigar doenças pulmonares e respiratórias, previstas em algumas avaliações ocupacionais. 

Grande parte das espirometrias são feitas por meio de aparelhos digitais que contêm um software capaz de transformar os dados em pixels. Por isso, é fácil de enviar essas informações para pneumologistas especializados realizarem o laudo com uma plataforma de telemedicina.

Protocolos dermatológicos

Os atendimentos dermatológicos representam grande parte das buscas por atendimentos primários. Por isso, a telessaúde é fundamental para os pacientes que não conseguem comparecer presencialmente às unidades de consulta. Assim, é possível ter diagnósticos precoces e acesso ágil à especialistas da área.

Dessa forma, diversos profissionais podem avaliar as condições de pele ou dos cabelos por meio de fotos ou vídeos, além de conversar remotamente com as pessoas sobre suas práticas e rotinas, para fazer um diagnóstico mais preciso e detalhado.

Exames de acuidade visual

Os testes de acuidade visual demonstram se o paciente apresenta algum grau de perda da visão. A detecção precoce pode evitar agravamento das condições e impedir maiores problemas visuais com o passar dos anos.

Nesse caso, o exame é realizado com o auxílio de optômetros, e os seus resultados são enviados digitalmente para a plataforma de telemedicina. 

Por isso, é muito importante que os especialistas de saúde que coletarem as informações saibam manusear adequadamente os equipamentos para encaminhar os arquivos. Dessa forma, os médicos acessam rapidamente os resultados e podem emitir laudos com total agilidade e segurança.

Eletrocardiograma

O Eletrocardiograma é o exame que registra a atividade do coração e seus potenciais elétricos. Com isso, é possível detectar doenças e fazer a melhor indicação do tratamento.

Utilizando a telessaúde, é possível enviar as informações coletadas no exame para diversos cardiologistas disponíveis online. Dessa forma, se cria um sistema de cuidado integrado, que facilita o fluxo de informações.

Quais as vantagens da telessaúde para exames ocupacionais?

A telessaúde já é considerada uma grande aliada no atendimento remoto de pacientes. Por meio da ferramenta, é possível ter acesso rápido a laudos e diagnósticos, sem a necessidade de deslocamento ou, até mesmo, de solicitar atestados médicos.

Inclusive, por conta das informações e dos dados ficarem armazenados em plataformas virtuais, é possível consultá-los e imprimi-los sempre que for necessário, o que facilita o acompanhamento do tratamento e do histórico da pessoa. Os laudos podem ser emitidos por especialistas de centros de referência em saúde, e serem enviados para outros médicos que realizarão o tratamento.

Tudo isso é feito em um ambiente seguro na nuvem, com antivírus e firewalls que protegem os dados e impedem invasões cibernéticas. A possibilidade de falhas, portanto, é praticamente nula, uma vez que tudo é salvo na plataforma de telemedicina. Essa é, sem dúvida, uma maneira de trazer comodidade e rapidez, tanto para os pacientes quanto para os profissionais da área de saúde.

Nos dias atuais, a telemedicina também é praticada em hospitais e clínicas de saúde em todo o país. O intuito é buscar outras instituições de referência para consultar e trocar informações, discutir casos clínicos complexos ou, até mesmo, apurar determinadas situações de saúde.

Nesses casos, os custos dos centros podem ser reduzidos drasticamente. Isso é fundamental, sobretudo para instituições com menos recursos e, também, em casos mais graves e urgentes. Para ter acesso às vantagens da telessaúde, é interessante que as empresas adotem um software para contar com todas as funções médicas disponíveis.

A seguir, confira quais são os maiores benefícios da telemedicina e como os colaboradores conseguem realizar exames ocupacionais de maneira descomplicada e ágil.

Tempo de resposta

O tempo de resposta de laudos e diagnósticos na telemedicina é consideravelmente menor quando comparado às clínicas tradicionais. Basta ter acesso à internet, realizar o exame e enviar os dados para a plataforma. O médico responsável pela análise dos resultados pode retornar em até 24 horas.

Em casos de exame ocupacional, algumas pessoas precisam fazer testes periodicamente e de forma rotineira. A telemedicina agiliza o processo e a empresa pode saber de imediato quais são os próximos passos, além de conseguir acompanhar o procedimento desde o início.

Especialização da equipe

Os médicos que atendem na telessaúde são especialistas e ficam disponíveis em tempo integral. Assim, o paciente pode sempre contar com uma equipe à sua disposição e, em geral, para qualquer área da medicina. Nos hospitais, sabemos que essa realidade é bastante diferente, além de ser mais difícil conseguir uma vaga, sobretudo no sistema público de saúde.

Além disso, com as novas tecnologias da telemedicina, todos os procedimentos, como laudos, diagnósticos, exames, avaliações, entre outros, podem ser feitos com o auxílio de profissionais de qualquer local do país. Assim, não há mais barreiras físicas que limitam o atendimento.

Redução de custos

Sem dúvidas, um dos maiores benefícios da telessaúde é a redução considerável dos custos. As instituições de saúde, por exemplo, não são mais obrigadas a investir em infraestrutura robusta para emitir laudos e outros documentos, pois a plataforma de telemedicina concentra todos os dados médicos dos pacientes.

Além dos hospitais e clínicas, as empresas também se beneficiam, pois não precisam arcar com altos gastos de exames e testes para a equipe. Tudo é gerenciado por um sistema online que pode ser acessado de qualquer local e horário.

Qualidade no laudo

De fato, a qualidade dos laudos é superior ao da medicina tradicional. Isso ocorre porque a rede de especialistas da plataforma pode contribuir em casos mais específicos e urgentes, que demandam maior atenção e conhecimento. Os laudos também costumam ser entregues com mais rapidez, o que significa ganho de tempo e redução de custos.

A telemedicina também oferece outros serviços, como o de teleassistência, que permite o acompanhamento do quadro clínico do paciente. Por isso, cada vez mais as empresas que desejam otimizar seus processos e melhorar a qualidade de vida de seus colaboradores, optam por plataformas de telessaúde para atender às suas demandas.

Auxilia na segurança dos pacientes

Diante da pandemia e do isolamento social, a telemedicina tem sido uma ferramenta essencial para manter a segurança e a saúde dos funcionários. Por meio de orientação médica online, a pessoa pode ter um bom atendimento para diversas situações, sem correr riscos.

Isso também é benéfico para as clínicas, que podem reduzir a aglomeração no ambiente de trabalho. Além da COVID-19, a telessaúde ainda é indicada para epidemias mais sérias e em locais de difícil acesso, em que os pacientes muitas vezes ficam sem atendimento de qualidade à disposição.

Como adotar um programa de telessaúde na empresa?

O serviço clínico remoto oferece inúmeras vantagens para os gestores corporativos e suas equipes. Além de auxiliar diretamente no bem-estar dos talentos, a telessaúde também representa uma verdadeira evolução nos diagnósticos e monitoramento de pacientes. 

Diante da pandemia, a ideia de ter atendimento remoto deixou de ser uma tendência e virou uma realidade. Em meio ao isolamento social, os líderes empresariais tiveram que adotar plataformas para dar continuidade à emissão de exames ocupacionais a seus funcionários. 

Atualmente, existem diversos tipos de sistemas de telessaúde no mercado, mas é preciso ter cuidado e conhecer bem a tecnologia empregada, antes de contratar um plano para a equipe. Muitas vezes, o programa não oferece muitas especialidades e acabam deixando os usuários sem um bom atendimento clínico. 

É interessante também avaliar qual a forma de interação que a plataforma oferece. A comunicação pode ser feita entre médicos e pacientes, por meio de consultas síncronas, ou pelo modelo de atendimento assíncrono, que ocorre em horários diferentes e não exige interação em tempo real.

Vale a pena discutir a possibilidade com os colaboradores e fazer um levantamento das necessidades de cada pessoa. Com isso, a gestão pode entender melhor quais são os serviços imprescindíveis e quais são as ferramentas necessárias para atender às demandas da empresa. 

Exame ocupacional e telessaúde empresarial beneficia todo mundo

A ideia é que cada vez mais os empreendimentos ofereçam a alternativa para seus funcionários. Essa é uma forma simples e eficaz de acompanhar o quadro clínico, e ainda de cumprir com as obrigações trabalhistas, contando com custos reduzidos e processos mais facilitados.

Sem dúvidas, todos saem beneficiados dessa parceria. A telemedicina surgiu, justamente, visando a satisfação dos pacientes, a precisão e agilidade nos procedimentos clínicos.

Não há dúvidas que investir em programas de exame ocupacional na telessaúde traz uma série de vantagens para as empresas e seus funcionários. É importante contratar uma prestadora de serviços confiável e de qualidade, que ofereça diferentes recursos e total acessibilidade. Com isso, os colaboradores poderão realizar os testes de forma tranquila e sem prejudicar o desempenho no trabalho. 

Gostou do conteúdo? Aproveite a visita e assine a newsletter da Conexa Saúde para ficar por dentro de todas as nossas novidades!

Compartilhe:

Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Deixe um comentário

Outros posts que você também pode gostar

Assine nossa newsletter e acesse o melhor conteúdo sobre bem-estar corporativo!

    Saúde digital, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

    A Conexa Saúde é uma solução completa para a saúde digital da sua empresa, que mostra que bem-estar corporativo pode ser acessível e estratégico. Fale com a gente!

    Skip to content