Como proteger seus filhos do coronavírus e do COVID-19 | Dra. Mônica Rodrigues

coronavírus crianças

A atual pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2) é um desafio para toda a humanidade e coloca as crianças em um situação nunca antes vivenciada.

Já sabemos que crianças podem ser infectadas e transmitir o vírus, mas felizmente as crianças infectadas apresentam sintomas respiratórios de leve a moderado, semelhantes a um resfriado comum. Até o momento, houve poucas hospitalizações e uma morte em menores de 19 anos.

Como as crianças são expostas

As crianças são expostas ao COVID-19 quando o vírus entra em contato com os olhos, nariz ou boca. Isso geralmente ocorre quando uma pessoa infectada próxima tosse ou espirra, o que libera gotículas respiratórias no ar, no rosto da criança ou em superfícies próximas, como mesas, alimentos ou mãos. 

A melhor maneira de impedir que as crianças fiquem doentes com COVID-19 e contagiem outras pessoas, especialmente os idosos e pessoas com doenças crônicas, é deixá-las em casa. Isso inclui: não ir a parquinhos, pracinhas ou play; não chamar amiguinhos para ir brincar em casa também!

Higienização

Os pais devem ensinar as crianças a lavar as mãos regularmente, com água e sabão, por pelo menos 20 segundos. Para crianças pequenas uma idéia é cantar uma música  que dure uns 20 segundos enquanto lava as mãos.

As crianças devem lavar as mãos depois de usar o banheiro, espirrar, tossir ou assoar o nariz e antes de comer (até lanches).

Como agir caso a criança se recuse

Se seu filho pequeno se recusar a lavar as mãos ou ficar muito chateado quando solicitado, dar a eles uma pequena recompensa (um adesivo ou uma brincadeira legal) pode ajudar nessa tarefa.

Elogie-o por fazer um trabalho muito bom enquanto lava as mãos. Também ajuda quando os pais dão o exemplo lavando as próprias mãos com frequência.

Incentive todos na família a tossir e espirrar no cotovelo, em vez de nas mãos, e a lavar as mãos após cada vez que isso ocorrer. Os pais devem lembrar os filhos para evitar tocar o rosto o máximo possível. 

Esteja atento!

Se preocupe também com a segurança do seu filho. Olhe sua casa com cuidado e veja se ela está segura.

Guarde produtos de limpeza em armários que sejam altos o suficiente para ele não alcançar ou que estejam presos com trava de armário à prova de crianças. Não deixe objetos pequenos ao alcance. Embuta fios elétricos. Trave portas. Veja se armários e gavetas não colocam seu filho em risco. Deixe-os fora da cozinha quando não for necessário.

Envolve a criança no desafio do combate a esta pandemia.  Ela vai se sentir bem em contribuir. 

Texto Mônica Rodrigues, pediatra

@monicarodriguespediatra

Compartilhe:

Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Deixe um comentário

Outros posts que você também pode gostar

Assine nossa newsletter e acesse o melhor conteúdo sobre bem-estar corporativo!

    Saúde digital, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

    A Conexa Saúde é uma solução completa para a saúde digital da sua empresa, que mostra que bem-estar corporativo pode ser acessível e estratégico. Fale com a gente!

    Skip to content