Atestado de acompanhamento: quem tem direito, abona falta? Saiba aqui

atestado acompanhamento executiva

É normal que o paciente peça ao seu médico um atestado para que ele consiga abonar faltas no trabalho ou na escola. Mas, e quando quem pede tal declaração é a pessoa que o acompanhou até a clínica ou hospital? Nesses casos, o médico tem a obrigação de emitir o atestado de acompanhamento? 

E quais são os indivíduos que têm direito a recebê-lo?

Essas situações podem causar dúvidas não só para os acompanhantes, mas também para os profissionais de saúde. 

Por esse motivo, neste artigo vamos explicar o que diz a legislação sobre o atestado médico de acompanhamento, quem tem direito a ele, se ele abona falta. 

Continue a leitura e fique por dentro!

Boa leitura!

O que é o atestado de acompanhamento?

atestado acompanhamento equipamentos
O que é o atestado de acompanhamento?

O atestado de acompanhamento, também conhecido como declaração para acompanhante, é um documento com validade jurídica no Brasil. 

Nesse sentido, esse atestado justifica a falta de um colaborador que acompanhou um paciente em consultas, exames, internações, ou uma cirurgia. 

Sendo assim, o profissional de saúde responsável pelo procedimento descreve no atestado de acompanhamento o que ocorreu no atendimento.

Um ponto importante é que o abono de faltas do colaborador para acompanhamento de filhos menores de seis anos e companheiro gestante é obrigatório por lei.

Qual a diferença do atestado comum e de acompanhamento?

O atestado médico comum é o documento que o profissional de saúde fornece ao paciente quando ele precisa realizar um procedimento médico, ou até mesmo se afastar do trabalho por algum tempo.

Sendo assim, o atestado comum é um documento com validade legal, sendo uma garantia de que a falta do funcionário é justificada. Entretanto, essa exigência não pode infringir a privacidade e a liberdade do colaborador.

Já no caso do atestado de acompanhante, o funcionário justifica a falta por ter acompanhado um procedimento de saúde de uma segunda pessoa. Nesse sentido, o colaborador pode apresentar o atestado quando o parentesco com o paciente é próximo.

Sendo assim, pais que acompanham filhos menores de seis anos podem faltar por um dia, e, para acompanhamento de parto, o período é de dois dias.

Agora, você já sabe o que é e como funciona um atestado de acompanhamento! É muito importante saber sobre o processo, para oferecer auxílio para a família, caso seja necessário.

Para que serve o atestado de acompanhamento?

O atestado de acompanhamento serve para abonar a falta do colaborador que, por motivo de saúde, seu filho menor de 6 anos, ou então para acompanhar a esposa que está grávida em sua consulta médica.

Além disso, o Estatuto do Idoso, em seu artigo 16 dispõe:

“Ao idoso internado ou em observação é assegurado o direito a acompanhante, devendo o órgão de saúde proporcionar as condições adequadas para a sua permanência em tempo integral, segundo o critério médico.” 

Entretanto, o artigo diz que o idos tem direito a esse acompanhante, mas não dispõe sobre o colaborador ter sua falta abonada por cumprir esse papel.

Dessa forma, a empresa precisa sempre consultar o que diz a convenção coletiva da categoria e verificar se ela traz alguma previsão a respeito do atestado de acompanhamento de idoso, ou outras categorias familiares. 

Se a convenção não  prever nada a esse respeito, o que vale são as regras internas da empresa, ou então um acordo firmado entre o colaborador e o empregador. 

Como ele funciona?

Quando o colaborador precisa faltar ao trabalho para acompanhar seu cônjuge ou filhos ao médico, por exemplo, ele pode solicitar ao profissional da saúde um atestado de acompanhamento.

Em geral, o atestado é feito em papel timbrado (ou seja, com a identidade visual da clínica ou consultório), e conta com o carimbo e assinatura do médico. Da mesma forma, ele deve conter o nome tanto do paciente, quanto do acompanhante.

Por outro lado, é importante que o atestado de acompanhante não garanta que não haverá descontos na remuneração do colaborador – apenas para filhos menores de seis anos e companheiras grávidas.

Um ponto muito importante é que a empresa precisa aceitar o atestado, desde que ele esteja preenchido de acordo com as diretrizes.

O que a lei determina a respeito de atestado de acompanhamento?

atestado acompanhamento mae bebe
O que a lei determina a respeito de atestado de acompanhamento?

Até o ano de 2016, não existe nenhum tipo de obrigação por parte da empresa de aceitar o atestado médico de acompanhante apresentado pelo colaborador. 

No entanto, esse fato modificou com a edição da Lei 13.257, que entrou em vigor a partir de março de 2016. 

A nova norma trouxe algumas ressalvas, apontando que o trabalhador não pode ter o salário descontado por acompanhar um paciente em dois casos:

  • O primeiro deles é quando está acompanhando a companheira gestante em consultas médicas ou na realização de exames. Nesse caso, não há desconto caso o acompanhamento ocorra por até dois dias consecutivos. 
  • A outra situação prevista na lei é o acompanhamento do filho em consultas médicas. A criança deve ter menos de 6 anos e o abono é válido por um dia por ano.

A legislação não prevê, no entanto, esse tipo de abono quando se trata do acompanhamento de outros familiares, como pais ou irmãos.

Quem tem direito a atestado de acompanhamento?

O artigo 473 da Consolidação das Leis do trabalho (CLT), permite que o funcionário se ausente sem prejuízo de suas remunerações em duas situações: 

  • Até 2 dias para acompanhar consultas médicas e exames complementares durante o período de gravidez de sua esposa ou companheira;
  • 1 dia por ano para acompanhar filho de até 6 anos em consulta médica. 

O médico é obrigado a fornecer atestado de acompanhamento?

Não, o médico não tem a obrigação disposta por lei de fornecer o atestado médico de acompanhamento. A emissão de tal documento em relação ao acompanhante, uma pessoa que está com boas condições de saúde, é facultativa para o profissional.

No entanto, levando em consideração o ponto de vista ético e prático, emitir tal atestado é adequado, principalmente quando se trata de acompanhantes de crianças, idosos ou pessoas que estão fragilizadas pela doença, que precisam da companhia de alguém para comparecerem à consulta ou exame.

A declaração de comparecimento precisa conter as mesmas normas éticas e legais que se direcionam ao atestado médico. 

Da parte do empregador, exceto nos casos mencionados anteriormente, previstos na Lei 13.257/2016, também não há obrigatoriedade em aceitar o atestado médico de acompanhante apresentado pelo empregado.

Outra exceção pode ser quando existe acordo ou convenção coletiva que dá conta desses casos. Nessas situações, o empregador ou o empregado podem recorrer ao sindicato da categoria para orientações.

Mas, na maior parte dos casos, cabe à empresa ponderar sobre a necessidade ou não da ausência do colaborador mediante a apresentação do atestado, decidindo se haverá ou não o desconto no salário.

O atestado de acompanhamento abona falta no trabalho?

Sim, desde que obedeça o disposto nos os incisos X e XI no art. 473 da CLT, onde afirma que o empregado poderá faltar ao trabalho, sem prejuízo de sua remuneração, nas seguintes situações:

X – até 2 (dois) dias para acompanhar consultas médicas e exames complementares durante o período de gravidez de sua esposa ou companheira.

XI – por 1 (um) dia por ano para acompanhar filho de até 6 (seis) anos em consulta médica.

A CLT estabelece o direito a falta para acompanhamento até que idade do filho?

De acordo com o inciso XI do artigo 473 da CLT o indivíduo tem direito a 1 dia por ano para acompanhar filho de até 6 anos de idade em uma consulta médica.

Como o RH da empresa deve lidar com a questão do atestado de acompanhamento?

atestado acompanhamento crianca dentista
Atestado de acompanhamento: consulta ao dentista.

A legislação trabalhista brasileira dispõe , como visto anteriormente, que é um tipo de ausência justificada a ausência de colaborador ou colaboradora por um dia do ano, quando se trata de acompanhamento em consulta médica de filho(a) de até 6 anos de idade. 

Também está expressamente assegurado ao cônjuge e/ou companheiro(a) o abono de falta de até dois dias para acompanhar as consultas médicas e exames complementares durante todo o período de gravidez de esposa ou companheira.

Como o legislador dispõe de forma expressa os casos de abono de falta para fins de acompanhamento de algum familiar, os casos que não estiverem descritos expressamente na legislação, via de regra, não exigem que as empresas tenham o dever de abonar as ausências. 

Entretanto, não é possível deixar de considerar a razoabilidade nos casos onde o empregado tenha justificativas plausíveis para a sua ausência no trabalho para acompanhar algum familiar que está doente.

Tais situações devem ser analisadas conforme a peculiaridade de cada caso, pelo departamento de RH, podendo a empresa, de acordo com a sua liberalidade, conceder licença remunerada ou não.

Essa decisão pode ser adotada de comum acordo com o empregado, ou até mesmo ajustar período de compensação de trabalho.

Tudo isso mostra que o setor de Recursos Humanos da empresa deve sempre agir de acordo com a legislação mas também, em casos que o trabalhador está com seu pai doente, por exemplo, abonar essa falta dele, pois ela se deu por um motivo maior.

Casos diversos em que o empregado tem respaldo legal para faltar ao trabalho

De acordo com a Lei 5452/43, podem se ausentar do trabalho, sem que o trabalhador receba punições ou descontos de salário, pessoas que estão em casos de:

  • falecimento de pais, filhos, cônjuge, irmãos ou pessoas que viviam sobre a sua dependência econômica (até 2 dias seguidos);
  • casamento (até 3 dias consecutivos);
  • nascimento de filho;
  • doação de sangue, desde que seja comprovada (uma vez ao ano);
  • alistamento eleitoral (até 2 dias seguidos);
  • cumprimento de exigências de Serviço Militar;
  • provas de processos seletivos para ingresso em Ensino Superior;
  • comparecimento a juízo;
  • representação de entidade sindical;
  • acompanhamento da esposa grávida em exames e consultas médicas;
  • acompanhamento de filho menor de seis anos em consulta médica;
  • realização de exames preventivos de câncer.

Conheça a Conexa Corporate

O Conexa Corporate criado pela Conexa Saúde foi especialmente elaborado para atender as necessidades das empresas. 

Por meio de uma moderna plataforma de telemedicina, os funcionários usufruem de vários serviços como check-up anual, acesso a resultados de exames, tiram dúvidas. Além disso, podem se conectar com médicos e psicólogos sem sair da empresa. 

Tudo realizado de forma remota, com acesso fácil por meio de computador, tablet ou smartphone. Serviços disponíveis 24 horas em todos os dias da semana. A Conexa Corporate conta com mais de 70 mil profissionais de saúde em 30 especialidades médicas. 

Oferece ainda, programas diferenciados voltados para a saúde física e mental dos trabalhadores. Os gestores também encontram amparo diferenciado com a Conexa Corporate. 

Por meio de ferramentas estratégicas eles conseguem acompanhar a evolução dos cuidados com a saúde da equipe, acesso a controles de sinistralidade, absenteísmo, presenteísmo, entre outros dados importantes para melhorar a gestão de pessoas. 

Assim, a Conexão Corporate oferece os seguintes serviços.

  • Teleorientação

Devido a pandemia do novo coronavírus, a Conexa Corporate começou a perceber que a  telemedicina pode ser usada no dia a dia, especialmente em questões menos complexas.

Um bom exemplo é um paciente com câncer que, através da teleorientação, faz o acompanhamento com o seu médico e tira suas dúvidas quanto ao tratamento através de uma consulta online.

  • Telepsicologia Conexa Saúde

A Conexa Saúde também oferece o acompanhamento psicológico para os colaboradores de sua empresa que têm doenças como Burnout, depressão, ansiedade, entre outras.

  • Conexa in Company

O Conexa in Company consiste no acompanhamento das questões de saúde dos colaboradores internamente.

Abaixo listamos algumas de suas funções:

  • Acompanhamento da sinistralidade;
  • Saúde 24 horas por dia, 7 dias por semana;
  • Suporte emocional para as equipes internas.

Assim, situações de crise poderão ser facilmente contornadas.

  • Plataforma

A Plataforma Conexa é um grande diferencial que a Conexa Saúde tem, e isso faz com que ela fique muito à frente dos planos de saúde tradicionais.

Isso acontece pois ela dispõe de uma plataforma exclusiva, o que facilita todo o processo de conexão entre médico e paciente, e  isso por si só já é um grande ponto positivo.

Entretanto, a Conexa Saúde e Corporate vai muito além, por isso ela entrega, também, diversas funções essenciais para um bom acompanhamento de saúde no dia a dia.

Algumas de suas funções no dia a dia são:

  • Armazenamento de documentos médicos em formato digital;
  • Integração dos dados do paciente em seu perfil, facilitando processos multidisciplinares de diagnósticos;
  • Facilidade no acesso a resultados de exames e o histórico do paciente, o que pode abrir, de partida, as possibilidades de diagnóstico;
  • Permite que o profissional analise quais são os exames que o paciente já fez e conferir os resultados, sem que seja Preciso solicitar procedimentos que já foram realizados recentemente;
  • Permite a emissão de laudos a distância e interpretação de exames com junta médica — isso é muito comum em casos complexos, como tratamentos de tumores malignos, nos quais profissionais trocam informações com outros especialistas, a fim de traçar o melhor caminho para seus pacientes durante o processo.

Além disso, todos os protocolos de segurança presentes na plataforma garantem  a privacidade dos dados dos pacientes, principalmente pelo fato de que ela respeita o estipulado pela LGPD para esses casos.

Isso é fundamental, principalmente, pois envolve dados sensíveis.

Mas a pergunta que não quer calar é: quais são as diferenças existentes entre a Conexa Saúde e o plano de saúde empresarial tradicional?

Separamos a seguir os principais pontos que precisam ser observados e que mostram as diferenças mais importantes entre elas

Os planos de saúde tradicionais têm como foco principal as consultas presenciais, em consultório.

Dessa forma, eles estão começando a engatinhar para o uso da telemedicina nesses serviços, principalmente devido a pandemia da Covid-19.

Assim, através da telemedicina que a Conexa Corporate oferece, seus colaboradores podem se consultar a distância com disponibilidade de 24 horas, todos os dias da semana, conseguindo alinhar com a agenda dos profissionais.

Para conhecer melhor os serviços disponíveis acesse www.conexasaude.com.br.

Conclusão

Depois de todo o exposto neste artigo, nota-se que não existe nenhuma regra a qual obrigue o empregador a receber o atestado médico de um acompanhante, quando tal atestado não está conforme as situações elencadas na Lei 5452/43, informada anteriormente.

Assim, caso uma pessoa que acompanhe algum de seus parentes idosos em uma visita ao médico, por exemplo, a empresa não é obrigada a receber tal atestado.

Agora, se existir algum acordo ou convenção coletiva que atenda a esses casos específicos no sindicato da categoria dos serviços do trabalhador, o empregador ou o empregado podem procurar os seus direitos sindicalistas.

Em outros casos, fica a critério da empresa ponderar a respeito da necessidade de ausência do empregado e decidir se existirá ou não o desconto do dia não trabalhado em sua folha de pagamentos.

Como visto, o atestado médico para acompanhantes não é defendido por lei quando o empregado está apenas fazendo companhia a um familiar acima de 60 anos que precisa de atendimentos médicos. 

Entretanto, vale a pena entrar em contato com o departamento de Recursos Humanos da empresa em que você trabalha e entender como ela age nessas situações.

O que achou deste artigo? Quer continuar lendo mais conteúdos importantes? Então continue com a Conexa Saúde e se mantenha atualizado!

Compartilhe:

Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Deixe um comentário

conexa saude cta

Nos acompanhe nas redes sociais!

Assuntos do blog

Receba quinzenalmente os melhores conteúdos sobre bem-estar corporativo.

Assine nossa newsletter e tenha acesso aos nossos conteúdos exclusivos!

    Outros posts que você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e acesse o melhor conteúdo sobre bem-estar corporativo!

      Saúde digital, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

      A Conexa Saúde é uma solução completa para a saúde digital da sua empresa, que mostra que bem-estar corporativo pode ser acessível e estratégico. Fale com a gente!